A história se repetiu em Brusque


30 de agosto de 2020 | Notícias

Léo Santos coloca no travessão

No final do 1o tempo, Léo Santos colocou a bola no travessão. Novamente o Ituano perde por 2×0 em Brusque.

Após um pouco mais de um ano, o Ituano retornou a Brusque. Com os dois times na Série C, mas com momentos diferentes na competição. Enquanto o clube catarinense vem de uma classificação na Copa do Brasil e luta pela liderança do Brasileiro, o Ituano vem de dois resultados negativos e busca reencontrar a vitória. O resultado das semifinais da Série D se repetiu. Mas a derrota por 2×0 teve um outro contexto. “Fizemos uma partida abaixo que o Brusque que teve muito mais volume e mereceu a vitória no ano passado. Estivemos praticamente nulo na frente. Diferente de hoje que o Brusque chegou duas vezes, fez dois gols. No primeiro numa infelicidade nossa. E antes do segundo gol, teve um lance de pênalti a nosso favor que o árbitro não deu. Fica de positivo o tanto que o time foi aguerrido e demonstrou um espírito muito forte para a competição. Não vamos colocar um peso maior do que o momento e transformar estas duas partidas em casa em fatores a nosso favor para buscar as vitórias” comentou o técnico Vinicius Bergantin. Nas próximas duas rodadas o Ituano jogará no estádio Novelli Júnior contra o São José de Porto Alegre no sábado e Criciúma na outra semana.

Com o retorno do goleiro Pegorari após duas partidas fora por lesão, o Ituano foi a campo com outras três alterações. Lesionado, Léo Rigo saiu para a entrada de Léo Santos na defesa. E no ataque, entraram Marquinhos e Bruno Mota nos lugares de Gabriel Barros e Taliari. Embora o Brusque tenha começado pressionando, não criaram nenhuma chance clara de gol. Até que aos 30 minutos, numa infelicidade de Pegorari, Johhny abriu o placar. “Uma bola recuada e com o campo irregular, quando fui fazer o passe, minha trava da chuteira enroscou no cadarço e não tive força e peguei de mal jeito na bola. Uma infelicidade que aconteceu neste momento de início de competição. Vamos dar a volta por cima” explicou Pegorari. Depois do gol, o Ituano chegou duas vezes com perigo. Uma com Marquinhos e outra num desvio de cabeça de Léo Santos. A bola foi no travessão. No segundo tempo, o Ituano voltou melhor e criou várias chances de empatar. A primeira foi com Julinho num chute forte. Numa outra jogada pela esquerda, Bruno Mota tabela e entra na área. Se enrosca com o zagueiro e os dois vão ao chão. Intencional ou não? Para o árbitro não houve falta. Na sequência, jogada rápida do Brusque com Edilson para Dandan que deixa Alexsandro dentro da área bater cruzado para fazer 2×0.

Vinicius Bergantin que já havia colocado Gabriel Barros e Mateus Cricíuma, colocou mais dois atacantes. Entraram Taliari e Luiz Paulo. Ituano teve chances de marcar com Taliari, Mateus e Luiz Paulo. Mas o gol não saiu. “Por detalhe não está saindo. Buscamos esta formação ofensiva, opções táticas e opções para o segundo tempo. Hoje foi o jogo que mais surtiu efeito com chances criadas, com bola passando na área, e bola na trave. Temos que continuar. Temos que manter a convicção do trabalho. Infelizmente perdemos para uma boa equipe. Um time que vai dar muito trabalho a competição. Não podemos questionar e achar que está tudo errado. Já melhoramos esta questão do espírito da competição, já criamos mais chances claras de gol. Temos que continuar batalhando e buscar os resultados positivos” justificou. Com esta derrota, pela primeira vez, o saldo de gols ficou negativo. Time fez 5 e sofreu 6 gols. “Temos que conseguir manter o equilíbrio. Criar e aproveitar as chances, e não sofrer lá atrás. Não fizemos um mal segundo tempo. Mesmo com o placar adverso criamos muitas chances e não convertemos. Já foi dito antes. A bola pune. A gente tenta e se não faz, uma hora eles desceram no contra-ataque e fizeram o segundo. Repito: vamos manter a cabeça no lugar. Aqui tem jogadores experientes e que já passaram por situações muito piores do que essa. Se a gente manter a cabeça e o foco, engatar duas ou três vitórias, a gente consegue clarear esta situação. Temos campeonato pela frente. Todos os clubes vão passar por altos e baixos. Vamos manter a cabeça no lugar para fazermos estes 6 pontos” afirmou o goleiro Pegorari.   

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

30/agosto