Bassani, o predestinado


15 de junho de 2016 | Notícias

Bassani voltou após 8 meses de lesão e marcou gol contra o Maringá. Seu 3o gol como profissional no Ituano.

Aos 31 minutos do 2º tempo do jogo contra o Maringá, o técnico Tarcísio Pugliese chamou o jovem Bassani de apenas 18 anos e colocou na partida. O Ituano já vencia na estreia da Série D por 3×0 e jogava bem. Optou por manter o time pressionando o adversário e por isso deu a oportunidade ao Bassani que voltava de um longo período no departamento médico. Na primeira bola que recebeu na esquerda, percebeu um espaço e soltou a bomba. No ângulo. Um golaço! “Tirei um peso das minhas costas. Estava 8 meses parado após uma cirurgia no joelho. Quando pude entrar e ainda marcar o gol, tirei um peso. Fiquei muito feliz. Foi emocionante. Pude fazer o gol e dedicar a minha filha Antonella” afirmou Bassani que já é pai de família. “Agradeço minha esposa. Era um momento na minha vida onde eu estava só, pois meus pais moram longe. E ela foi a pessoa que mais me ajudou. Depois ela ficou grávida e fui buscar força para me recuperar bem e voltar a jogar pela minha família” contou Bassani que vai completar 19 anos em outubro.

Bassani começou no sub 17 do Ituano em 2013. Nascido em São José do Rio Preto chegou ao clube ainda com 15 anos. Na 2ª rodada entrou na vitória contra o Nova Odessa. Depois de 4 jogos foi titular na goleada por 9×1 contra o Itararé. E na 8ª rodada marcou seu primeiro gol na vitória contra o forte Desportivo Brasil por 6×1. No ano seguinte, foi artilheiro do Ituano no Paulista sub 17 com 8 gols em 17 jogos. Ajudou o time a chegar as 8as de final da competição. Em 2015 disputou a Copa São Paulo. Mesmo sendo reserva, entrou no jogo e marcou gol na vitória contra o São Bento por 5×2. Dedicado e disciplinado, mereceu o chamado para treinar com os profissionais. Sua estreia foi na Copa do Brasil. Jogou os últimos 6 minutos na vitória por 2×0 contra o Goiás no Novelli. Ele ainda entrou nos dois jogos das 8as contra o Internacional. As oportunidades continuaram a aparecer na Copa Paulista e logo começou a jogar como titular. Até que em 14 de outubro em Mirassol, com toda família presente, ele teve a lesão aos 12 minutos de jogo num lance sozinho por causa do gramado irregular. O Ituano perdeu o Bassani e o jogo. No domingo o Ituano voltou a vencer na estreia do Brasileiro após 10 anos e com o maior placar já registrado. E ganhou o retorno de Bassani que marcou o 4º gol da goleada. “Eu estou pronto. Minha confiança agora é total. Estou de volta!” afirmou com sorriso no rosto.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

15/junho