Correndo atrás dos objetivos


29 de fevereiro de 2020 | Notícias

Pacheco marcou o gol de empate em Bragança. Time segue correndo atrás dos objetivos.

Ituano voltou de Bragança Paulista com uma derrota por 2×1 para o RB Bragantino. Com 9 pontos em 8 rodadas, segue correndo atrás dos seus objetivos. Chegar aos 12 pontos que darão tranquilidade e brigar por uma das duas vagas para a próxima fase. O placar foi construído no primeiro tempo quando o RB Bragantino foi melhor. Mas o segundo gol que determinou a vitória foi irregular. “Nós sentimos bastante o jogo no primeiro tempo. O Bragantino teve bom desenvolvimento, mesmo assim, seria o resultado mais justo pelo nosso segundo tempo. E pelo gol irregular que na própria transmissão do Sportv destacou. A própria Ana Paulo (chefe da arbitragem) estava aí vendo o jogo e ficou na dúvida do lance sem ver as imagens. A falta do Baralhas não existiu e o gol estava impedido” lembrou o técnico Vinicius Bergantin. O próximo compromisso do Ituano será na sexta contra o Guarani em casa. Uma vitória reabilita o time que atingirá a primeira meta do campeonato.

Jogando em casa, o RB Bragantino começou pressionando o Ituano. Matheus Jesus foi o atacante que mais chutou ao gol. Na primeira, Pegorari fez a defesa. Na segunda, a bola explodiu na mão do zagueiro Ricardo Silva que não teve tempo de reação pela velocidade e força do chute. O pênalti foi marcado e Yago bateu rasteiro. A bola chegou a bater no Pegorari. Um minuto depois Pacheco fez lançamento para Taliari na direita. Ele entrou na área em velocidade e acertou uma bomba. O goleiro Julio Cesar espalmou e o próprio Pacheco que correu pelo meio aproveitou o rebote para empatar a partida. Aos 39 o árbitro Douglas Marques das Flores viu uma falta de Baralhas na meia direita. Morato, ex Ituano, cobrou no segundo pau. Em posição de impedimento, Ligger cabeceou pelo meio e o zagueiro Leo Ortiz também de cabeça fez o segundo gol. O bandeirinha Alex Alexandrino não deu o impedimento e o gol foi validado.    

O Ituano voltou mais ofensivo no segundo tempo e chegou próximo do empate. Luizinho bateu colocado, da entrada da área. Júlio Cesar com um tapinha desviou e a bola ainda tocou na trave antes de sair. Correa cobrou falta na esquerda e Ricardo Silva esticou a perna e tocou de biquinho da chuteira, quase surpreendendo o goleiro do RB Bragantino. “No segundo tempo jogamos mais. Soubemos jogar mais com a bola, criar boas oportunidades. Claro que eles também jogaram, principalmente na individualidade do Artur. Mas o resultado mais justo seria o empate” comentou Vinicius que espera a reação positiva já no próximo jogo. “Nós já tivemos maturidade para sair de uma situação difícil do campeonato. Agora essa derrota contra uma equipe de Série A, jogando fora de casa, e terminando o jogo como terminamos, buscando o empate, não podemos sentir essa derrota. Temos que digerir esse resultado, trabalhar durante a semana. Pegar os aspectos bons deste jogo para voltar a fazer uma boa exibição na sexta contra o Guarani”.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Miguel Schincariol
Fotografia

29/fevereiro