Em busca do equilíbrio e reabilitação


28 de janeiro de 2020 | Notícias

Com a experiência de quase 3 anos no clube, o técnico Vinicius Bergantin confia na recuperação do Ituano.

Que o Campeonato Paulista é muito equilibrado, não é novidade para ninguém. Na atual Série A1 tem 9 clubes das Séries A e B do Brasileiro. O 10º clube entre os 60 no Brasileiro é o Ituano que está na Série C. Mesmo assim, começar a competição com duas derrotas preocupa. “O campeonato é muito difícil. A gente vê a dificuldade rodada a rodada. Infelizmente a gente começou com essas duas derrotas. Mas sabemos do nosso potencial. O que a gente não pode agora é perder o foco. Questionar tudo e o que a gente tem que fazer agora é trabalhar nesses dias e buscar ter uma postura de reabilitação na quarta-feira contra o Botafogo” lembrou o técnico Vinicius Bergantin. Assim como o Ituano, o próprio Botafogo que está na Série B começou com duas derrotas. “Esses números não são bons para o Ituano, não são bons para o Botafogo e não são bons para ninguém. A gente também não pode se desesperar num momento desses. Temos que pontuar. Tem muitas coisas boas acontecendo. A gente confia no grupo. A solução não está fora. A solução está aqui dentro. E vamos buscar agora, não só manter essas coisas boas que vem acontecendo, mas minimizar os erros e potencializar o nosso jogo para ganhar. Então temos que melhorar, acelerar, ser mais intenso, ter mais entendimento e minar mais o adversário para a gente se aproximar dessa primeira vitória” afirmou Bergantin.

Vinicius Bergantin está em busca da formação ideal após estes dois jogos. Tem atletas novos ainda se adaptando ao clube. “A gente está estudando. Alguns atletas ainda estão buscando um equilíbrio físico por terem se apresentado no começo de janeiro, ou ainda no finalzinho de dezembro. A gente olha muito esse fator agora para não colocar ninguém com poucas condições físicas para o jogo. E as características daquilo que a gente precisa para ser mais ofensivo e do que a gente precisa para não dar tantas chances ao adversário. Vamos tentar buscar esse equilíbrio de perfil e de momento também físico do atleta” explicou Vinicius Bergantin que não confirma a formação. “O Ricardo Silva é um dos pilares da nossa equipe, assim como o Corrêa. Um jogador que está 100% com a gente. O Corrêa é o nosso capitão e maior líder. Eles estão ajudando. Infelizmente o Corrêa ainda não conseguiu jogar. Vamos estar observando para quarta-feira. E o Ricardo vem se desdobrando até para tentar ajudar nessa fase difícil. Tivemos essa mudança do Léo Rigo para o Breno no primeiro jogo. E estamos estudando os momentos, pegando os sinais dos treinamentos, sinais do dia a dia para que a gente busque aí essa formação que nos aproxime da vitória. Não só uma escalação que seja por afeto ou carinho por algum outro jogador. Vamos buscar sempre uma solução para que a gente se aproxime da vitória” finalizou.      

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Miguel Schincariol
Fotografia

28/janeiro