Fábio não quer desperdiçar a chance de ser campeão pelo Ituano


26 de abril de 2017 | Notícias

Há dois anos e meio no Ituano, Fábio jogou três momentos decisivos pelo clube. Copa Paulista e Copa do Brasil em 2015 e a Série D no ano passado.

Cinco atletas do atual elenco jogaram a final da Copa Paulista 2015 contra o Linense quando o Ituano perdeu o título nos pênaltis após dois empates. O sistema foi igual ao desta final do Torneio do Interior contra o Santo André. Só que desta vez com os mandos invertidos. “Eu acho melhor assim. Todo jogo de mata-mata, jogo decisivo, eu prefiro jogar a primeira em casa e decidir fora. Teoricamente, tem a obrigação de vencer em casa. E vai jogar fora por dois resultados. E é isso o que vai acontecer na sexta-feira. Todo jogo deste Torneio do Interior nós estávamos em seis ou sete jogadores que vinham jogando com frequência no Campeonato Paulista. É difícil. Todo jogo tem quatro ou cinco jogadores da base terminando os jogos. É difícil por um lado, mas é muito bom por outro. Todos veem que o Ituano dá a oportunidade para esses jovens. Usa bastante a categoria base e acho isso fundamental. Aqui isso é utilizado com uma inteligência muito grande. Esperamos que atletas experientes e atletas jovens possam carimbar esse título sexta-feira” comentou o goleiro Fábio que desta vez não quer desperdiçar a chance de ser campeão pelo Ituano. “O Roque conversou com a gente essa semana e passou uma coisa que é bem verdade. Apenas quatro equipes podem conquistar um título nesse primeiro semestre em se tratando de 1ª divisão em São Paulo. Nós ou o Santo André e a Ponte Preta ou Corinthians. Quando se inicia, obviamente que nós gostaríamos de estar disputando um título maior que é o Campeonato Paulista. Não foi possível. Chegamos perto da classificação, mas as coisas não fluíram, não aconteceram da forma que a gente queria. Mas temos um título para disputar importante, que dá a vaga para a Copa do Brasil. E é sempre bom para a sequência do clube e para os atletas também se conquistar” afirmou Fábio que também participou da boa campanha da Copa do Brasil de 2015 quando chegou as 8as de final.

Se 9 atletas estão no Ituano desde 2015 e formam uma base, mesmo com saídas para empréstimos e retornos, outros começam a construir suas histórias no clube. É o caso do volante Rodrigo Celeste que chegou para a Série D e Copa Paulista do ano passado. Aos poucos ele vai encontrando sua real posição e se firmando na equipe. “A minha característica é mais marcar, sair de trás e tentar achar o espaço para os jogadores da frente. Na Copa Paulista eu joguei mais avançado e consegui fazer gols também. Agora o Roque está pedindo mais para o time sair numa boa. Jogar mais posicionado e por zona. A gente tem primeiramente que fechar os espaços para depois conseguir atacar. Isso facilita um pouco para mim, porque eu saio mais por trás e sempre consigo achar um espaço para os jogadores de frente” explicou Rodrigo Celeste que fez a assistência para o gol do Ronaldo. Celeste foi titular nos últimos três jogos, sendo dois contra o Santo André. “A gente sabe bem os pontos fortes da equipe deles. Mas também sabemos que eles podem surpreender a gente. É uma equipe muito boa e do meio para frente é um time muito rápido. Tivemos três jogos com dois empates e uma vitória. Todos os jogos foram muito difíceis. Vamos para lá, mas não vamos pensando no empate. Vamos pensando em fazer mais um bom jogo e conseguir a vitória. A gente sabe que se for pensando no empate corremos o risco de sermos surpreendidos. Vamos lá com o mesmo pensamento que tivemos em casa. De fazer um bom jogo e conseguir para conseguir sair de lá campeão” afirmou Celeste que tem 15 jogos pelo Ituano. Para esta partida, Roque Júnior não poderá contar mais com Simião que está se transferindo para o Avaí que via disputar o Brasileiro Série A.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Miguel Schincariol
Fotografia

26/abril