Fim de um ciclo vitorioso no Ituano


3 de maio de 2017 | Notícias

Treze atletas deixaram o elenco após conquista do Torneio do Interior e a vaga na Copa do Brasil. Maioria estava há mais de dois anos no clube.

Desde o início da gestão de Juninho Paulista em junho de 2009, o objetivo era formar uma base com um grupo de jogadores e assim ganhar em consistência no desenrolar das competições. Isso somado com o retorno das categorias de base em 2011 foi ajudando na formação de bons elencos. Foi assim com o grupo que disputou a Copa Paulista em 2013 quando chegou até as 4as de final. No ano seguinte, com alguns reforços conquistou o título Paulista 2014. O sucesso do trabalho fez com que 12 atletas deixassem o clube logo após o campeonato. O elenco montado para 2015 chegou em 2017 com 7 atletas que permaneceram para o Paulista deste ano. Com alguns reforços e jovens revelados na base, este elenco chegou ao título do Torneio do Interior deste ano e a conquista da vaga na Copa do Brasil. “O balanço foi muito positivo. Tivemos uma conquista que foi muito boa para os atletas e para o clube. O clube garante vaga para a Copa do Brasil do ano que vem e isso é muito bom para quem fica e principalmente para quem sai. Saio com o dever cumprido de ter conseguido o título. Nossa equipe buscou e lutou para coroar tudo o que a gente fez durante a competição. E era com o título mesmo” analisou o capitão Naylhor que deixa o Ituano após 72 jogos e 8 gols marcados. Além do título conquistado, este elenco fez a melhor campanha do Ituano na Copa do Brasil quando chegou até as 8as de final. Foi finalista da Copa Paulista em 2015 após 12 anos. E no ano passado chegou até a disputa decisiva da Série D quando perdeu o acesso para o CSA de Maceió. “Estava batendo na trava há duas ou três competições. O título veio numa hora importante. Numa hora em que eu ia me desligar do clube. Estou muito feliz por este título e vamos ver o que a vida nos apresenta futuramente” afirmou Fábio que deixa o Ituano após 77 jogos.

Do grupo que chegou há dois anos e meio, saíram agora o goleiro Fábio, o zagueiro Naylhor, o lateral Peri e o volante Walfrido. Simião já havia saído antes das finais. “Só tenho a agradecer ao Ituano. Agradecer a torcida por esse tempo em que estive aqui. O tempo que a torcida me abraçou me apoiou o tempo todo. Principalmente o Juninho. Pela estrutura de trabalho, honrar com os compromissos, não só comigo, mas com todos os atletas. Isso é importante no futebol. Dá uma tranquilidade para o atleta trabalhar. E isso aqui no Ituano a gente encontrou. Agradeço mais uma vez ao Ituano e espero voltar um dia quem sabe. Não sei para onde vou agora, mas vou de cabeça erguida sabendo que fiz um bom trabalho” agradeceu Naylhor. Apesar da alegria do objetivo atingido, o encerramento de um ciclo deixa sempre um nó na garganta. “Saio com o coração apertado. É um clube sério, com uma estrutura formidável e total de trabalho. O atleta vem aqui realmente só para jogar futebol e não se preocupar com coisas fora do campo. Eu espero de coração, agora eu sou um cidadão ituano e vou estar aqui torcendo na medida do possível, que o clube conquiste este ano o seu principal objetivo que é o acesso para a Série C” explicou Fábio. Neste fim de ciclo, outros atletas saíram pelo término de contrato como Romarinho, Nena e Lucas Crispin, ou porque também receberam propostas de clubes da Série A ou B como o lateral Arnaldo e o zagueiro Lima. “Dos clubes do interior, tem poucos iguais a esse aqui. Um clube que eu aprendi a gostar e que tem um pessoal por trás que dá uma assistência bacana. Esse clube tem que ter um calendário. Ainda pretendo voltar” contou Arnaldo. “Fui muito feliz desde quando cheguei. A minha recepção aqui por todos, funcionários, torcedores, diretoria, comissão técnica e imprensa, sempre foi muito boa e respeitosa. Eu procurei responder isso dentro de campo junto com os meus companheiros. Hoje estamos fechando um ciclo. Muito feliz por essa conquista. Batalhamos muito para merecer e fizemos por onde” comentou o zagueiro Lima.

Um dos três remanescentes do título Paulista de 2014 também deixou o Ituano neste momento. O atacante Claudinho recebeu proposta e vai disputar a Série B pelo Guarani de Campinas. Emocionado, falou de seu agradecimento ao Ituano. “Minha segunda casa. Foram três anos e meio. Tudo o que o Ituano fez por mim sou muito grato. E sempre vou estar na torcida para o Ituano alcançar voos mais altos porque o clube merece e a cidade também. Aqui eu me sinto em casa como eu não me senti em lugar nenhum. Fui muito feliz aqui e saio com dois títulos. E só tenho a agradecer por tudo o que o Ituano fez por mim” afirmou Claudinho após 86 jogos e 8 gols e os títulos Paulista e do Interior. O zagueiro Naylhor que fez o gol do título do Interior faz uma homenagem ao Claudinho. “A emoção de fazer o gol do título não tem nem como explicar. É um gol que vai ficar marcado. Um gol que entra para a história do Ituano e que fica marcado para mim. Mas se pudesse daria este gol ao Claudinho. Ele é um cara batalhador e que precisava do nosso apoio. Foi um dos atletas que mais atuou com a camisa do Ituano nessa temporada. É um cara que merece muito mais. Estava sempre com a gente ali. É o segundo título dele com a camisa do Ituano. Um título inédito que ele conseguiu em 2014. É merecedor de tudo. E a gente fica muito feliz por isso” finalizou o capitão de um grupo vitorioso que encerra o ciclo no Ituano.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Miguel Schincariol
Fotografia

3/maio