Gualberto e Adilson se apresentaram no Ituano


18 de abril de 2019 | Notícias

Zagueiro Gualberto e o atacante Adilson já estão treinando com o grupo. Semana que vem chegam mais dois reforços.

Os dois primeiros reforços do Ituano foram apresentados. Atacante Adilson e zagueiro Gualberto começaram na base de Corinthians e Palmeiras, respectivamente, e chegaram elogiando o novo clube. “Aqui é um clube que tem tradição. Um clube que vem mantendo bons resultados e boas campanhas nos últimos anos. Isso é bom. É um prazer enorme. Eu tenho que vir aqui e mostrar o nosso trabalho, para continuar representando muito bem a camisa do Ituano” afirmou Adilson de 32 anos. “O Ituano é uma grande equipe. Vem fazendo campanhas ótimas no Paulistão. Pela estrutura e pelo elenco que tem, eu acho que é um time que tem que estar pelo menos numa Série B. Então, optei por vir para cá pelo trabalho que vem sendo feito, pela estrutura que tem e espero poder ajudar. Fazer a base no Palmeiras ou no Ituano, quando chega no profissional é totalmente diferente. Então espero poder ajudar. Fui muito bem nas categorias de base, mas quando chega no profissional é diferente. E venho aqui para poder ajudar a equipe do Ituano” comentou Gualberto de 29 anos.

Os dois chegam sabendo que o grande objetivo do Ituano é a disputa da Série D e conseguir uma das 4 vagas de acesso. “É um campeonato difícil. Um campeonato com poucos jogos e muitas equipes. Já tive a oportunidade de jogar uma vez a Série D com a Portuguesa e vi a dificuldade que foi. Só que agora estou numa grande equipe, com um grande treinador e com grandes jogadores. Espero fazer uma boa campanha e se Deus quiser conseguir o acesso” lembrou Adilson que fala se suas características. “Eu sou centroavante, e também gosto de me movimentar. Não tenho estatura de centroavante, mas tenho o porte. Não sou um jogador parado. Sou um jogador que se movimenta bastante. Então acredito que com os treinamentos e o entrosamento, vou encaixar bem na equipe”. Gualberto destaca que muitos jogadores vão permanecer no elenco. Este fator ajuda numa boa campanha na Série D. “Sim. Pela estrutura e pelo elenco que tem. Muitos jogadores que disputaram o Paulistão vão permanecer. Então, é um time muito forte com uma estrutura muito boa. Mas tem que resolver dentro de campo. Não adianta ter tudo fora e dentro de campo não corresponder. Venho aqui para poder ajudar e quem sabe conseguir esse acesso” afirmou Gualberto.

Um dos titulares do Campeonato Paulista que permaneceu é o goleiro Pegorari. Um dos destaques da boa campanha do Ituano, ele jogou as 14 partidas da competição. “A gente traz coisas boas e coisas ruins do Paulista. Coisa boa: nos classificamos em primeiro lugar, à frente de um time grande, que foi o São Paulo. E o lado ruim, é que precisamos de atenção quando fomos para o mata-mata. Vimos que é outra competição. Temos que encarnar o espírito competitivo num nível absurdo. Porque não será um mata-mata. Serão três. É como se fosse um semi Paulista. Passar o primeiro, o segundo degrau e o terceiro. Mas não antes deixando passar o máximo de pontuação possível na fase de classificação” comentou Pegorari que lembra do tempo de preparação. “Foram cinco dias para tirar o peso e readaptar a cabeça. Agora é foco total na Série D. Uma competição muito mais difícil pelo jeito que ela é disputada. Temos seis finais. Acredito que o Ituano já sofreu com isso a uns anos atrás, quando não alcançou uma quantidade boa de pontos e acabou pegando um adversário teoricamente mais difícil. Então a gente tem que se concentrar para fazer o máximo de pontos possíveis e conseguir esse tão sonhado acesso” afirmou Pegorari.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

18/abril