Ituano conquista vitória de virada


6 de julho de 2019 | Notícias

Claudinho e Gui Mendes marcaram os gols da classificação para as 4as de Final

A noite gelada de Itu não foi um prenuncio do jogo frio entre Ituano e Vitória. Após o empate na capital capixaba, os dois clubes precisavam da vitória para chegar as 4as de final. O Vitória já tinha surpreendido o Brasiliense na fase anterior em Taguatinga. O Ituano sabia que teria dificuldades, mas precisava correr riscos. “Nós já imaginávamos que seria uma partida duríssima com propostas diferentes. O Vitória se defende muito bem e tem jogado nos contra-ataques. Trabalhando muito nas bolas paradas. Nós tínhamos que fazer o nosso jogo, sem loucuras, mas com intensidade e não se abrir. Mesmo sofrendo o gol, conseguimos manter o equilíbrio. Felizmente marcamos o empate em seguida. Tivemos força e merecimento, por ter tentado mais o gol, conseguimos a virada. A vontade de jogar e de passar para a próxima fase acabou prevalecendo” comentou o técnico Vinicius Bergantin. A classificação veio de um pênalti bem cobrado pelo experiente em Série D. “Nosso grupo tem uma mentalidade muito boa. Não nos empolgamos quando passamos pela Caldense. E agora não vamos nos empolgar. Temos um grupo mesclado com jogadores experientes e jovens. O Vinicius sabe trabalhar bem o elenco e vai nos manter com os pés no chão. Se perder a classificação na próxima fase de nada terá adiantado. Por isso vamos manter a concentração para atingirmos o objetivo” afirmou Claudinho que fez seu jogo 30 na competição desde 2014.

O apoio dos 1.991 torcedores do Ituano no Novelli Júnior foi incessante, mas não resultou em boas jogadas de ataque no primeiro tempo. O maior público em casa nesta Série D viu o Ituano começar pressionando nos primeiros quinze minutos. Mas sem conseguir chegar ao gol do Harrison. As poucas oportunidades do Ituano vieram após a metade da primeira etapa. As tentativas foram num cruzamento de Luizinho, cobrança de falta de Paulinho Dias e numa finalização de Marquinho. A melhor chance foi uma sobra para o zagueiro Leo Rigo que pegou de primeira para defesa segura do goleiro do Vitória. A melhor oportunidade do campeão capixaba só veio no segundo tempo. Foi em contra-ataque. Após boa jogada pela direita e cruzamento, Baiano se antecipou no primeiro pau e só desviou de cabeça para abrir o placar aos 9 do 2º tempo. O gol mudou o cenário. “Isso acabou nos ajudando. A partir do gol passamos a definir mais as jogadas. A gente não estava definindo. O primeiro gol saiu de um cruzamento que nós não estávamos fazendo. E o próprio pênalti saiu de um chute de Claudinho. Passamos a ter uma maior agressividade em busca dos gols” explicou Vinicius Bergantin.

O gol de empate saiu 4 minutos depois. “Foi uma bola do Marquinho e estava pronto para disputar a bola. O goleiro veio com muita força para a dividida. Tirei a cabeça e a bola bateu no zagueiro deles e sobrou para mim. Fui muito rápido, girei e bati para o gol” explicou Gui Mendes que marcou seu 8º gol na Série D. E seu 7º contra clubes capixabas. “Foi um jogo muito difícil para mim. Como temos o vídeo deles, eles têm o nosso. Temos que ter a calma e a tranquilidade de uma bola ou outra conseguir resolver” afirmou Gui Mendes. A virada veio menos de 10 minutos após o empate. Claudinho recebeu na meia esquerda. Percebeu que tinha espaço e bateu para o gol. O zagueiro colocou a mão na bola e o árbitro não teve dúvidas em marcar o pênalti. O próprio Claudinho pegou a bola para bater. “É uma responsabilidade muito grande. Diferente dos últimos anos, estou me sentindo mais leve. Com a cabeça mais focada. Com o passar do tempo você vai ganhando experiência. Hoje fui feliz na cobrança, mas o batedor oficial é o Correa” lembrou Claudinho que disputou a Série D em 2014 e 2016 “É o objetivo de todos no clube. Participei em todos esses anos em busca do acesso e sempre bateu na trave. Agora faltam dois jogos. Se Deus quiser vamos conseguir colocar o Ituano na Série C” disse Claudinho que marcou seu 14º gol com a camisa do Ituano.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426

Daniel Vorley
Fotografo

6/julho