Ituano eliminado depois de 30 pênaltis


30 de julho de 2020 | Notícias

Pegorari foi o destaque da partida. Pegou três pênaltis e ainda marcou duas vezes.

Ituano e Guarani fizeram um jogo equilibrado no José Liberatti em Osasco. Se o time de Campinas foi melhor no primeiro tempo, o Galo de Itu respondeu melhor na etapa final e alcançou o empate com mais um gol da revelação Gabriel Barros. A decisão para saber quem avançava no Troféu do Interior foi na cobrança de pênaltis. Novo empate em 4×4 na série de 5 pênaltis. A disputa seguiu equilibrada. Um time perdia, outro também perdia. Um marcava, outro marcava. Foram necessárias 15 cobranças de cada lado. Sendo que 4 atletas tiveram que repetir suas cobranças. O capitão Paulinho Dias e o goleiro Pegorari marcaram duas vezes. O goleiro do Ituano foi o destaque pegando três pênaltis. Uma quarta cobrança foi por cima. Mas no final, o Guarani venceu por 11×10 e segue na competição. A disputa demorou 28 minutos. Quase um novo tempo de jogo! “Foi a primeira vez que participei de um jogo assim. Por três vezes defender e poder converter dois. Não só o individual foi bem, mas o Ituano também foi bem. Em partes também fomos competentes nas penalidades. Uma pena não termos passado. Queríamos muito ter avançado” lamentou Pegorari.

O Ituano veio com duas alterações para a partida. Com Pacheco suspenso, e Correa lesionado, o técnico Vinicius Bergantin optou pelo Léo Duarte em sua posição de origem com a entrada do atacante Eduardo Lopes como titular. Paulinho Dias comandou o meio campo. Num final de tarde frio, com 16 graus na Grande São Paulo, o Ituano demorou para esquentar. Assim, o Guarani abriu o placar com 5 minutos de jogo e quase ampliou antes do intervalo. Na etapa final, o Ituano voltou melhor e criou as melhores oportunidades. O empate veio aos 28 minutos após cobrança de escanteio de Paulinho Dias. O goleiro Jeferson saiu com soco e a bola caiu na entrada da área. O jovem Gabriel Barros brigou pela bola e bateu colocado, por cima, tirando da defesa para empatar em 1×1. “O Gabriel está no caminho certo. Está na parte final do processo de formação. Tem personalidade e uma qualidade muito boa. Ainda precisa de alguns ajustes de temperamento e de concentração. Isso ele vai conseguir com o tempo e estamos atentos a isso” comentou o técnico Vinicius Bergantin.

Com o empate no tempo regulamentar, a decisão foi para os pênaltis. A decisão só veio depois de 28 minutos e 15 cobranças. “Nunca tinha vivido isso no futebol. Teve duas coisas nestas cobranças. As defesas dos dois goleiros e também as boas batidas. No jogo o Guarani foi mais pensante, no segundo voltamos melhor. E nos pênaltis foi a mesma coisa. Infelizmente não classificamos. Foi treinado e não vamos focar nesta derrota. E sim na performance após o retorno do isolamento. Fizemos três bons jogos e voltamos com um bom padrão. Isso nos dá muita esperança para a Série C” afirmou Vinicius Bergantin. O goleiro Pegorari que ajudou no acesso no ano passado também confia numa boa campanha. “O Campeonato Paulista é de um nível muito forte e que não podemos vacilar. Nós melhoramos muito após o isolamento e vamos dar sequência num campeonato muito difícil que é a Série C para mais uma vez lutar pelo acesso com a camisa do Ituano”. O Campeonato Brasileiro da Série C começa no outro sábado, dia 8, contra o Tombense/MG em local a ser confirmado. O mando é do Ituano.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Miguel Schincariol
Fotografia

30/julho