Ituano encerra a boa campanha no Paulista sub 20


10 de novembro de 2019 | Notícias

Sub 20 se despediu com empate em Jarinu, após abrir 2×0 no placar.

O Ituano repetiu 5 anos depois sua melhor campanha no Campeonato Paulista Sub 20. Chegou a semifinal com 48 pontos conquistados e 54% de aproveitamento em 30 jogos. Terminou com a 4ª posição. Após perder no Novelli Júnior por 2×0 para o Red Bull que tem a melhor campanha da competição, o Ituano do técnico Zé Sergio foi a Jarinu com duas alterações e outra atitude. Fez dois gols em 40 minutos e alimentou a esperança de classificação. No final, o empate em 2×2 colocou fim a boa campanha do Ituano sub 20 em 2019. “Estão de todos de parabéns pela campanha. Mas eu ficaria satisfeito em chegar à final. Lógico que na base, principalmente no sub 20, a transição para o profissional é o aspecto mais importante. Mas para ter uma transição boa, é necessário ter bons resultados. Precisa vencer. Hoje eles entraram com cabeça de vencedor. No primeiro jogo não estavam assim. Talvez porque tinham eliminados o Corinthians. Isto que não pode acontecer. Não pode baixar a guarda. Temos 5 atletas que estouram a idade e na minha opinião podem jogar no profissional. Claro que precisa ter cuidado na transição. Mas fazer parte de um grupo eles podem. Pelo menos três ou quatro atletas tem condições sim ” analisou o técnico Zé Sergio.

Dos 5 atletas com 20 anos, o lateral Leo Duarte fez seu jogo 110 na base e um jogo no profissional. O zagueiro Bernardo também entrou num jogo da Copa Paulista no ano passado. O meia Geovane treinou um período com os profissionais. Os outros dois atletas que estouram a idade são lateral Barreto e o volante Matheus Pontes.

No início da partida, o Red Bull exerceu forte pressão e goleiro João Victor fez três grandes defesas. Após 25 minutos de jogo, o Ituano começou a jogar e ameaçar o gol. Aos 36, Brinquedo fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Léo Duarte marcar de cabeça. Logo depois, Canhota fez boa jogada individual e rolou para Gustavo Brinquedo acertar um chute de fora da área no ângulo. Um golaço! O Red Bull sentiu e quase sofreu o terceiro gol com Vitor Lima que subiu do sub 17. Nos acréscimos, um erro de marcação e o Ituano sofreu um inesperado gol. O segundo tempo foi igual com as duas equipes buscando o gol até que aos 32 o atacante do Red Bull recebeu um lançamento e se aproveitou da trombada do goleiro João Victor com o zagueiro Otilio e fez o gol de empate. No acréscimo, o zagueiro Bernardo ainda colocou uma bola na trave. “O Red Bull é uma equipe muito forte. Já tinham demonstrado lá em Itu. Viemos aqui com plano de marcar um gol em cada tempo, para buscar a classificação. Fizemos dois gols e poderíamos ter saído para o intervalo com vantagem de três gols. Marcamos dois gols por nossa qualidade, aproveitando os espaços e jogando. Aí tomamos um gol antes do intervalo por um erro tático nosso. Mesmo com 2×1 no intervalo, não estava fora dos nossos planos. Não mudava muita coisa, a não ser o psicológico. Se sai com 2×0 nos daria mais tranquilidade para jogar e buscar mais um gol, sem pensar em disputa por pênaltis. Mas aí numa infelicidade do João numa saída dele tomamos o gol. Talvez pela ansiedade, dá para entender porque são jovens ainda. Mas que não pode acontecer. Tomamos o empate e ficamos na tentativa de chegar à vitória. O Bernardo teve uma indisposição por isso ele não começou jogando. Ele teve que entrar no lugar do Otílio que se machucou, foi a frente e quase marcou” comentou Zé Sergio.

O ano de 2019 terminou para o sub 20 com revelações e bons resultados. Do elenco que disputou a Copa São Paulo em janeiro, quatro atletas deixaram a categoria. Gui Mendes e Martinelli subiram para o profissional. Este depois foi para o Arsenal. O goleiro Matheus foi para o Santos e o zagueiro Gustavo Alemão foi para o Flamengo. No Campeonato Paulista o Ituano perdeu mais três atletas até a 2ª Fase. Donizete foi para o Santos, Leo Augusto para o Corinthians e João Felipe para o Palmeiras, e depois negociado com o Sparta Praha. Mesmo assim, o balanço é positivo. “Nós só consigamos definir o time na 3ª Fase, até pelas necessidades do clube no profissional. Depois os garotos focaram e a partir da derrota contra o Santos crescemos na competição. Fica um sentimento que nós poderíamos chegar mais longe. Eliminamos o Corinthians e não conseguimos vencer o Red Bull. Mas eles e o Ituano jogam no mesmo estilo de jogo. Quem sabe esta campanha possa nos ajudar a continuar crescendo cada vez mais. Não ficamos só na semifinal. E sim chegarmos a uma final. E brigar para ser campeão. Esta é minha cabeça. Minha carreira sempre foi assim. Desde a época de jogador até minha carreira de treinador de base. Não podemos desanimar, mas também não podemos aceitar conformados como uma boa campanha. Quero mais” afirmou Zé Sergio, com espírito vencedor.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Diogo Reis
Fotografo

10/novembro