Ituano está fortalecido com a base


17 de maio de 2019 | Notícias

Gui Mendes e Martinelli, Um fez o hat trick. O outro levou três troféus do Paulista para casa.

O Ituano iniciou a semana de preparação para o jogo deste sábado contra o Brasiliense valorizando suas revelações. O atacante Martinelli retornou após 10 dias de treinamentos na Granja Comary com a seleção sub 18, retornou ao Ituano e reencontrou o amigo Gui Mendes, autor de um hat-trick na goleada com o Serra. A alegria dos jovens contagia o ambiente positivamente. “Logo que acabou o jogo no sábado, eu estava acompanhando pela internet, o Ednei, o diretor, me mandou uma mensagem falando que ele era o Martinelli. Aí eu liguei parabenizando e tirando uma onda com ele. Até teve uma brincadeira em que eu falei que ele tinha que fazer no mínimo cinco gols que eu pagava alguma coisa para ele. Já fez quatro. Se fizer mais um vou ter que pagar um açaí para ele. Está de bom tamanho. Mas parabéns para ele. É um cara sensacional. É mais velho do que eu e sempre me deu vários conselhos. E tenho que agradecer muito a ele por tudo. Concentração, amizade. Desde os 15 anos estamos juntos. Só desejo sucesso para ele” contou Martinelli que fará 18 anos no próximo mês. Gui Mendes já tem 18 anos e se espelha no amigo. “Com certeza. O Martinelli é um grande exemplo para mim. Tanto é que a gente subiu juntos no profissional no ano passado. É um amigo que sempre vou levar no meu coração. E é seguir o exemplo dele. Os jogos que fez, ele foi muito bem no Paulistão. Mas eu penso agora é no Brasileirão. Quero fazer uma excelente campanha e subir o Ituano para a Série C” contou o jovem Gui Mendes que já marcou 4 gols na competição.

Se a equipe escalada pelo técnico Vinicius Bergantin sempre tem de 3 a 4 jovens vindos da base, por outro lado, mescla com atletas experientes e que já viveram as dificuldades de uma Série D. O lateral esquerdo Peri, que marcou o primeiro gol da goleada contra o Serra, lembra de uma outra goleada fora de casa na Série D 2016. Só que no mata mata decisivo, o Ituano não conseguiu passar pelo CSA. “Sempre importante não perder pontos. Principalmente jogando em casa. Tivemos um exemplo em 2016. Vencemos o Inter em Lages e depois acabamos perdendo o jogo em casa que acabou mudando a trajetória das finais do jogo do acesso. Então, a gente espera que dentro de campo possamos ser fortes. No primeiro jogo tivemos o exemplo que foi muito difícil o jogo. Principalmente agora, jogando contra uma equipe bem mais qualificada. Sabemos das adversidades. Espero que o grupo possa esteja bem focado, porque será mais um jogo difícil” comentou Peri que chegou em 2015 ao clube e fez 75 jogos. No dia a dia, os jovens vão aprendendo os ensinamentos dos experientes do grupo. “A nossa preparação está muito boa, mas a gente precisa trabalhar mais. Como é uma equipe forte e que está invicta igual a gente, temos que jogar de igual para igual e guerrear até o final” afirmou Gui Mendes. “Temos que seguir um passo de cada vez. Sabemos que, apesar de ser Série D, tem excelentes jogadores nas outras equipes. A equipe do Brasiliense é bem qualificada e tem excelentes jogadores. Então a gente tem que estar bem preparado e prontos para o jogo deste sábado” finalizou Peri. Ituano e Brasiliense jogam neste sábado, as 16hs, no estádio Novelli Júnior.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

17/maio