Ituano venceu o Guarani na estreia da Copa São Paulo 2017


3 de janeiro de 2017 | Notícias

Bassani marcou o primeiro gol da vitória do Ituano. E ainda fez o passe para o segundo gol contra o Guarani.

O Ituano estreou nesta terça feira na Copa São Paulo 2017 com um calor de 36o as 14 horas quando começou a partida contra o Guarani. O jogo abriu o grupo 16 em Itu e o estádio Novelli Júnior é sede pela 4a vez seguida. Independente de jogar em casa o Ituano  mais uma vez começou a principal competição de base do Brasil com vitória. Com gols de Bassani e Valmir marcados ainda no 1o tempo, venceu o clube de Campinas por 2×0. “Muito importante começar com vitória. Queríamos muito começar assim e nos dá tranquilidade para a sequência do campeonato” afirmou o autor do primeiro gol Bassani. Esta foi a sexta vez seguida que o Ituano estreia com vitória. Foi assim em 2001 contra o Figueirense em Itu, em 2005 contra o Madureira em Votorantim, em 2014 venceu o anfitrião Sumaré e desde 2015 venceu em casa. Na sequência o Galícia, Santos do Amapá e agora o Guarani. “Eu sabia deste retrospecto e é mais uma pressão porque todos ficam com aquela ansiedade da estreia. Temos alguns garotos que já jogaram a Copa São Paulo, mas temos alguns que estavam estreando na competição. Se ficamos ansioso, imagina o garoto. O importante foi o foco e a determinação. Tudo que foi colocado na pré temporada foi colocado em campo e mérito deles que souberam jogar neste calor desumano, apesar das 6 alterações. Fizemos os gols no momento certo e conseguimos sair com a vitória” comentou o técnico Fabrício Nunes.

Para o confronto Estadual contra o Guarani, o técnico Fabrício Nunes colocou em campo 10 atletas que disputaram o último Campeonato Paulista. Apenas o atacante Pedro Henrique que veio do Santos e chegou no 2o semestre ainda não havia estreado oficialmente no clube. Nos outros 10 titulares que começaram a partida, 6 jogaram as últimas duas Copas São Paulo quando o Ituano fez suas melhores campanhas. O goleiro Gabriel que chegou ao clube em 2013 esteve nas duas últimas. Em 2015 como terceiro goleiro, no ano passado como reserva de Júnior que pegou um pênalti na estreia contra o Santos. Gabriel honrou a tradição e fez três grandes defesas no primeiro tempo merecendo o destaque. “Eu sempre brinco com meus companheiros. Vocês marcam na frente que eu seguro lá trás. Assim vamos chegar longe. Nós sabemos que é fruto do trabalho de todos” comentou Gabriel. O zagueiro e capitão Fellipe que jogou as 7 partidas na edição do ano passado, comandou a defesa ao lado de Gustavo, outro que jogou em 2016. Na frente da zaga a segurança de Ximenes que está no Ituano desde 2012 e completou hoje sua 74a partida na base do clube. Os outros dois com experiência na competição jogam na frente. Bassani que disputou 4 partidas em 2015 e não pode jogar no ano passado por causa de uma lesão e Patrick, artilheiro do Ituano no último Paulista. “Tendo um grupo experiente facilita muito. O grupo é muito confiante e sabíamos que íamos conseguir esta vitória” contou Gabriel.

A vitória foi construída desde o primeiro minuto com boa participação de todos. Pela direita com o lateral Edson e Igor que fez a jogada do primeiro gol aos 18 minutos. Ele cruzou para o desvio certeiro de Bassani que abriu o placar. Ou pelo lado esquerdo com boas jogadas de Rafael Pavani e Valmir que ameaçou o gol bugrino com chutes de fora da área e cobrança de falta. O segundo gol saiu pelo meio. Bassani só desviou de peito deixando Valmir livre para acertar uma bomba marcando 2×0 aos 39 minutos. “Esta vitória para mim é muito importante. Querendo ou não tem uma pressão em cima de mim porque já joguei no profissional. Felizmente pude fazer gol e assistência e ajudar na vitória do meu time” comemorou Bassani que está no profissional há um ano e meio. “Tenho conseguido lidar muito bem com isso nos últimos tempos”. Por causa do forte calor, e da próxima partida já marcada para a próxima quinta feira contra o XV de Piracicaba, o técnico Fabrício Nunes fez as 6 alterações no 2o tempo colocando Gustavo, Baralhas, Lucas José, Giovanni, Fagner e Felipe Egídio. O domínio do Ituano foi pouco ameaçado e a primeira vitória na competição foi confirmada. “O Gabriel vem trabalhando muito bem com o Ballester. Quando fomos ameaçados ele estava lá. Quando precisamos jogar, jogamos e criamos oportunidades. E mérito também daqueles que entraram e renderam o esperado. Estão todos de parabéns” finalizou Fabrício Nunes.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Miguel Schincariol
Fotografia

3/janeiro