ITUANO FAZ A LIÇÃO DE CASA NA SEMANA.


29 de fevereiro de 2016 | Notícias

O Ituano se propôs fazer a lição de casa nesta semana com dois jogos no Novelli Júnior.

O Ituano se propôs fazer a lição de casa nesta semana com dois jogos no Novelli Júnior. Vencendo as duas partidas contra a Ferroviária e neste domingo o Capivariano, o Ituano subiria na classificação e voltaria para a zona de classificação. Após vencer a Ferroviária na última quinta, repetiu a dose novamente com emoção e venceu de virada o Capivariano por 2×1. A forte chuva que caiu em Itu na noite deste domingo foi um ingrediente a mais na partida que foi disputada com muitas faltas e 11 cartões amarelos. Para aumentar o grau de tensão, o Capivariano abriu o placar no início. O Ituano melhorou muito na segunda etapa com as entradas de Claudinho e Marcão. Foram os dois que em dois lances foram derrubados dentro da área. Em dois pênaltis cobrados com muita tranquilidade, Marcelinho deu a vitória ao Ituano e colocou a equipe na liderança do grupo com 11 pontos. “Fizemos a lição de casa. Perdemos o jogo contra o Botafogo e sabíamos que nós poderíamos buscar alguma coisa. Hoje estamos felizes que em casa nós fizemos o nosso papel” lembrou Marcelinho. Com a vitória o Ituano assumiu a liderança do grupo com 11 pontos. E ocupa a 4ª posição na classificação geral.

As chuvas começaram uma hora antes da partida. Mesmo com o bom gramado, a quantidade de água que caiu em todo Estado de São Paulo neste domingo pioraram as condições da partida. Foram mais de 20 faltas no primeiro tempo. Numa delas o Capivariano chegou ao gol. Falta batida da direita e Leandro Silva desvia de cabeça para abrir o placar. O Ituano tentava tocar a bola. Numa delas, tabela entre Fernando Viana e Marcelinho que chuta cruzado. A bola passou perto. Em outra chance Guly da entrada da área soltou a bomba e assustou o goleiro Pedro Henrique. As oportunidades eram criadas com chutes de longa distância. Numa delas, Marcelinho levantou a bola e Naylhor quase fez. Para mudar este cenário e buscar a virada, Tarcísio Pugliese fez duas alterações no intervalo. “Nós entramos com o objetivo de fazer um jogo de toque de bola. Mas as chuvas nos atrapalharam demais. Por isso coloquei Claudinho e Marcão que são jogadores de mais força que Rubinho e Ruan e por isso conseguimos ter um melhor desempenho no segundo tempo” explicou Tarcísio Pugliese.

Logo aos 6 minutos, Claudinho é lançado na direita, entra na área e solta a bomba. Pedro Henrique faz a defesa, Claudinho pega o rebote e quando prepara novo chute é tocado no pé direito pelo zagueiro Leandro Silva. Penalti marcado e Marcelinho faz o gol de empate. O jogo continuou sendo disputado debaixo de chuvas e com muitas faltas. O Ituano seguiu pressionando até que no último minuto veio o lance capital. Marcão tenta correr e é derrubado na área. Um lance de ippon num golpe de judô. “Ele me segurou. Num lance anterior ele já estava me segurando. Eu avisei o Luis Flávio que ele estava me segurando. No segundo lance fui tentar correr. Ele me segurou de novo e me derrubou” explicou Marcão que começa demonstrar maturidade. Novamente Marcelinho foi frio na cobrança e fez o gol da vitória. “Eu treino a cobrança. O Marcão, o Viana, o Rubinho, todos treinam. Treinamos para chegar na hora e decidir. Estou batendo e felizmente não errei. Espero não errar. Estou feliz de poder ter ajudado e mais feliz ainda que o Ituano alcançou o objetivo que era conseguir as vitórias em casa”  explicou Marcelinho que agora tem 4 gols na competição. “O campeonato é extremamente competitivo e por isso temos que ser muito cauteloso. Uma vitória ou uma derrota muda tudo. O momento nosso na tabela é extremamente positivo. Temos a noção que ainda temos metade do campeonato. Só na última rodada vai se decidir quem se classifica quem se mantém e quem consegue a vaga na Série D” analisou Tarcísio Pugliese

ITUANO – Fábio; Raul Prata, Naylhor, Luiz Felipe e Peri; Guly (Igor aos 76), Simião e Marcelinho; Rubinho (Claudinho no intervalo), Fernando Viana e Ruan (Marcão no intervalo). DT: Tarcísio Pugliese.

GOLS: 0x1 Leandro Silva aos 23 do 1º; 1×1 Marcelinho (pênalti) 6 e 2×1 Marcelinho(pênalti) 45 do 2º.

ÁRBITRO: Luiz Flávio de Oliveira.

PÚBLICO: 1.847  –  Renda: R$ 41.260,00

Acaz Fellegger
Jornalista 

Miguel Schincariol
Fotografia

29/fevereiro