Ituano faz balanço do turno


5 de outubro de 2020 | Notícias

Elenco reunido antes do aquecimento

O gestor Paulo Silvestri fez uma análise da campanha do Ituano. “Os resultados virão neste returno”

Após 9 rodadas, terminou o 1º turno do Campeonato Brasileiro Série C. Com apenas duas vitórias e 10 pontos conquistados, o Ituano está na 8ª posição. Hora de refletir. “É um bom momento para se fazer um balanço e a participação do Ituano até aqui. Olhando o que o time fez e projetando o 2º turno da competição. Nós encerramos este turno com um fraco empate em casa contra o São Bento. Digo fraco, porque não conseguimos finalizar e converter em gol e por isso colhemos mais um empate em casa. Perdemos muitos pontos em casa e estamos devendo futebol nesta primeira metade do campeonato” explicou Paulo Silvestri, gestor do Ituano. O time voltou a disputar a Série C após 12 anos. Neste período ausente, disputou 5 Brasileiros Série D. E são competições bem distintas. Em todos os sentidos. “Antes de começar o campeonato, nós falávamos que o Ituano precisava se reencontrar com a Série C após tanto tempo sem disputar. Entender a competição e o nível dos adversários. De fato, o Ituano está tendo dificuldades a se adaptar ao jogo mais corrido, a uma arbitragem que tolera o jogo mais físico, mais pesado. Que marca poucas faltas. Precisamos nos adaptar mais rápido possível e jogar de igual para igual. Enfrentando esta situação assim como nossos adversários tem feito” afirmou.

Todos os jogadores e comissão técnica tem falado sobre a dedicação e da necessidade de o time entrar logo no campeonato. Paulo Silvestri corrobora com esta opinião. “Por outro lado, o trabalho tem sido consistente e muito intenso. Tenho acompanhado diariamente os treinamentos e palestras. Trouxemos um bom executivo de futebol que está se mostrando efetivo. E a gente acompanha a dedicação do elenco e da comissão técnica. Infelizmente o que está faltando é a tradução do trabalho dentro do jogo. Isso que não estamos vendo. Ao contrário de outras competições como na Série D no ano passado. O time conseguindo colocar no jogo o que treinava e era estabelecido. Claro que precisamos aprimorar neste 2º turno e fazer ajustes. Não estamos no caminho errado, mas os resultados não estão vindo. E precisamos vencer. A tabela está comprimida. Estamos a 4 pontos do G4, e a 5 da zona de rebaixamento. O caminho é muito curto. Tanto para cima como para baixo. Vamos enfrentar os mesmos adversário e temos chances de tirar pontos principalmente de quem está na nossa frente. Assim podermos chegar ao nosso lugar no G4. Para depois focar no play off. Posso garantir que não falta trabalho. E será ainda mais duro neste segundo turno” analisou o gestor.  

Dos 28 atletas do elenco, o técnico Vinicius Bergantin já colocou em campo 25. O meio campo Serrato saiu porque recebeu uma boa proposta do Sport Recife. Assim, uma ou outra mudança poderá ocorrer. “Estamos atentos ao mercado. No Ituano o elenco nunca se fecha. Temos um processo constante de renovação do elenco. Trabalhamos muito com atletas da base. E pelo planejamento de carreira como fica combinado com eles, alguns tem oportunidade de sair. Assim como para atletas que buscam crescer na carreira. Para isso, o Ituano está sempre atento ao mercado. Nossa promessa sempre foi muito trabalho, dedicação, seriedade e também cobrança. E nada disto está faltando. Continuamos prometendo suar e honrar a camisa do Ituano durante esta competição e em todas que participamos. Estou confiante que após este turno de aprendizado e sofrimento, depois de muita análise e cobrança, os resultados virão neste segundo turno. Vem coisas boas para o Ituano” finalizou o gestor Paulo Silvestri. A estreia do Ituano no returno será sábado, na zona da mata mineira, contra o Tombense em Tombos. A longa viagem começa já nesta quarta-feira. Uma vitória coloca o Ituano colado ao Volta Redonda no G4.  

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Miguel Schincariol
Fotografia

5/outubro