Ituano ficou em novo empate no Novelli Júnior


17 de junho de 2017 | Notícias

O empate sem gols diante do PSTC foi marcado por muitas faltas, catimba e poucas chances claras de gol.

O Ituano empatou novamente sem abertura do placar jogando no estádio Novelli Júnior pela Série D. O jogo foi marcado por muitas faltas, muitas jogadas truncadas e catimba do time paranaense. Embora tenha finalizado mais, foram poucas chances claras de gol. As duas principais em cobranças de falta, uma em cada tempo. No segundo tempo, o técnico Roque Júnior colocou os atacantes Wesley, Ronaldo e o jovem Valmir. O time terminou a partida com quatro atacantes pressionando em busca do gol que não veio. Mais uma vez o Ituano encontrou dificuldades para marcar um gol. “No começo tivemos pouca movimentação e eles estavam marcando individual e não conseguimos finalizar tanto. Foi mais isso que aconteceu no primeiro tempo. O time também estava um pouco ansioso para ganhar o jogo, marcar logo o gol. No segundo pedi que tivessemos um pouco mais de calma, fiz algumas mudanças e melhoramos. Mas não foi o suficiente para ganharmos o jogo. Agora temos que pensar na próxima partida contra o São José. Temos que ganhar lá para nos classificarmos. Não tem muito que ficar explicando. Temos outra chance para conseguirmos a classificação” lembrou o técnico Roque Júnior. Este foi o segundo jogo que o Ituano não marca gol. Também é o 3o jogo seguido que a defesa não sofre gol. “Se a defesa não está tomando gol é porque o pessoal na frente ajuda. Aqui é um grupo. Nós definimos como um momento de dificuldade que estamos passando. Temos que ter tranquilidade no ambiente e acalmar os mais novos. Vamos acertar na base da conversa. As vezes é preciso mudar um pouco nossa atitude. Condições nós temos. Está nas nossas mãos” falou o experiente Rogério de 33 anos que fez sua estréia no time.

O Ituano começou a partida com três novidades. O zagueiro e lateral Rogério fez sua estreia na equipe. Bruno entrou na meia no lugar de Pedrinho. No comando de ataque, Everton começou no lugar de Ronaldo. A primeira oportunidade foi com Everton que recebeu bom passe de Bassani e bateu cruzado. O time paranaense parava o Ituano nas faltas. Numa delas quase Pingo marcou. O goleiro espalmou para fora. O PSTC só chegou uma vez e o goleiro Oliveira foi bem no lance. Como disse Roque Júnior, o Ituano voltou melhor do intervalo. Everton finalizou com perigo e o goleiro deu rebote. Bassani fez boa jogada e bateu colocado. A bola passou perto. Para aumentar a pressão Roque colocou Wesley no lugar de Pingo. Num rebote para a entrada da área, Rodrigo Celeste pegou de primeira. A bola bateu na zaga. Aos 25 foi a vez de Ronaldo entrar no jogo. O Ituano pressionava com as jogadas de Wesley pela esquerda e a tabela entre Everton e Ronaldo. Em outra falta perto da área, Bassani cobrou colocado. O goleiro com uma tapinha mandou para escanteio. Faltando 5 minutos, Roque promoveu a estreia do jovem Valmir que veio do sub 20. O time terminou com 4 atacantes, mas o gol não saiu. “Os adversários que vem jogar aqui no Novelli jogam atrás da linha da bola. Eles jogam por uma bola. Nós sabemos disso. Importante é termos tranquilidade. Temos 90 minutos para fazer o gol. Não podemos ser tão afoitos e ter tanta pressa para definirmos a jogada” cometou Rogério que fez sua estreia no Ituano.

Se o Ituano vencesse o PSTC de Cornélio Procópio assumiria a liderança do grupo e estaria muito próximo da classificação para a próxima fase. Isto porque o Metropolitano derrotou o líder São José em Blumenau por 1×0. Com o empate em 0x0 o Ituano se manteve na segunda posição do grupo 17 agora com 8 pontos. O São José segue com 9 pontos e o Metropolitano encostou com 7 pontos. Na última rodada o Ituano vai a Porto Alegre para enfrentar o São José. Enquanto o Metropolitano vai ao norte do Paraná enfrentar o eliminado PSTC. Uma vitória classifica os catarinenses e obriga o Ituano a vencer o São José, o que eliminaria o time gaúcho. A boa notícia é que a defesa do Ituano não sofre gol a três jogos. Por outro lado o ataque não marca um gol a dois jogos. No próximo domingo é tudo ou nada. “Temos que ter tranquilidade, mas com espírito de decisão. É um confronto direto com um adversário forte e na casa deles. Uma equipe que quer subir tem que saber enfrentar estas dificuldades. Sabemos que a gente vem de dois jogos sem vitória. Estamos conscientes. O resultado não aconteceu. Mas temos condições de buscar uma vitória no próximo domingo” afirmou o experiente Rogério que já conseguiu dois acessos com Portuguesa e Joinville. “O São José também joga a classificação deles. Eles precisam de dois resultados, já que o empate é deles. Vamos estar atentos a todos os detalhes. Temos que jogar com mais personalidade. Sem reclamar e fazer nosso jogo para ganhar” finalizou Roque Júnior.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Miguel Schincariol
Fotografia

17/junho