Ituano ficou no zero com Red Bull


29 de março de 2017 | Notícias

A falta em Morato foi clara como mostra a foto. O pênalti não foi marcado.

O Ituano não conseguiu alcançar na noite desta quarta no Novelli Júnior a vitória diante do Red Bull. Com um público de apenas 1.038 pagantes, os dois clubes empataram pela primeira vez na história de dez confrontos. Se o Red Bull queria se afastar do perigo de possível rebaixamento, o Ituano tinha pretensões de buscar a remota classificação para a próxima fase. O Botafogo teria que perder da Ferroviária e também ficou no empate em Ribeirão Preto. O outro objetivo esteve próximo. O Mirassol perdeu para o São Bento e abriu a possibilidade para que a terceira vaga da Série D do próximo ano viesse para Itu. Bastaria que vencesse o Red Bull. Com poucas oportunidades de gol, o placar não foi alterado. “Foi um jogo difícil. O Red Bull também tem uma boa equipe e tentou jogar. Na parte defensiva nossa fomos bem, mas a nossa saída que deveria ser rápida, movimentação da equipe e atacar os espaços desta vez foi menor. Por isso a gente não conseguiu criar tanto. Nós esperávamos um jogo difícil e realmente foi. Mas o principal jogo que deixamos a desejar foi contra a Ferroviária” admitiu o técnico Roque Júnior.  Com o empate, o Ituano terminou na 10ª posição. Mesma colocação do ano passado. “A gente teve chance de classificação, oscilamos muito na competição e aconteceu isso. No último jogo perdemos e tínhamos totais condições. Não fizemos um bom jogo, ficamos com o empate e sem a classificação” comentou Peri. Neste ano haverá a disputa do Torneio do Interior que vai valer vaga na Copa do Brasil. Os 6 clubes eliminados, excluindo os dois rebaixados começam já neste final de semana a disputa. A fórmula de disputa será definida nesta tarde na Federação Paulista de Futebol.

O jogo foi de poucas chances de gol. O Red Bull finalizou duas de fora da área, para fora no primeiro tempo. O Ituano teve a chance mais clara aos 38. Morato recebeu na entrada da área e foi derrubado por Thalysson e Luan Peres. O experiente árbitro Luis Flávio de Oliveira deu escanteio. “Fui tocado. Eles me tiraram da jogada. Eu ia finalizar e o toque deles me impediu. Não sei se a bola ia entrar, mas fui tocado” contou Morato. “Eu achei que foi pênalti. O juiz estava perto e não deu. Não vou condenar. Não acredito que tenha alguém de má fé, erros acontecem. É ruim para nós porque é o segundo erro contra nós. Na partida contra a Ferroviária também teve erro no lance do terceiro gol. Mas não temos que condenar. A arbitragem tenta fazer o melhor” isentou o técnico Roque Júnior. Antes do intervalo, Marcelinho fez boa jogada pela direita e cruzou rasteiro para Morato. Anderson Marques se antecipou e tirou para escanteio. No segundo tempo, foram outras duas boas chances de gol do Ituano. Arnaldo desceu pela direita e fez bom cruzamento que pegou Igor sozinho. Ele pegou de primeira e a bola passou perto. No outro lance, Peri levantou para Morato que desviou de cabeça. O goleiro Saulo se esticou todo e evitou o gol. O Red Bull só chegou numa cobrança de falta batida por Thallyson que Fábio fez a defesa. O Ituano terminou a 1ª fase com apenas 11 gols marcados em 12 jogos. Este é o ponto que precisa melhorar no Torneio do Interior. “Lá na frente à gente sofre muito. Eu me cobro. Temos criado muito e temos feito poucos gols. Isso faz falta. Um dos critérios que a gente ia brigar com o Botafogo pela classificação era o saldo de gols. A gente pecou bastante neste campeonato” assumiu o atacante Morato.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Miguel Schincariol
Fotografia 

30/março