ITUANO FOI CASTIGADO NO FINAL EM ITAQUERA


27 de março de 2016 | Notícias

Marcelinho comandou o Ituano que fez um jogo tático contra o Corinthians. Sofreu a derrota aos 42 do 2º tempo.

Marcelinho comandou o Ituano que fez um jogo tático contra o Corinthians. Sofreu a derrota aos 42 do 2º tempo.
Vencer o Corinthians em Itaquera não é fácil. A equipe tem 100% de aproveitamento em casa nesta temporada. O Ituano quase derrubou esta porcentagem. Jogou de igual para igual e em alguns momentos ameaçou o gol do Cássio. Teve chance de abrir o placar que poderia ter mudado a história da partida. No final, aos 42 minutos sofreu o gol em cobrança de escanteio em sua jogada característica. Foi um castigo para o Ituano que fez uma boa partida. “Estou contente com meus atletas e com o que eles produziram em campo. Eles tiveram a consciência do que foi a partida e muita confiança. Por isso conseguimos chegar a este nível de empenho e dedicação. Para ter esta postura tática os atletas tem que ter confiança naquilo que nós passamos para eles. Estou feliz com o trabalho deles e de toda a comissão técnica. E claro chateado com o resultado. Tenho certeza que poderíamos ter pontuado. Tivemos chances de fazer o gol e sair com um resultado melhor. Infelizmente tomamos um gol no final” lamentou Tarcísio Pugliese. Mesmo com a derrota, o Ituano com 18 pontos vai permanecer pela 6ª rodada consecutiva na zona de classificação no grupo B.
Nos primeiros 10 minutos, o Corinthians pressionou e conseguiu três escanteios. O Ituano chegou a primeira vez ao ataque com Marcelinho cobrando falta buscando o zagueiro Leo. Aos 26 em jogada ensaiada de cobrança de escanteio, fez boa jogada que envolveu a defesa do adversário. Aos 31 Claudinho recebeu na esquerda e bateu colocado no ângulo. A bola tinha endereço certo, se não fosse à ponta dos dedos de Cássio que colocou para escanteio. O jogo estava equilibrado e muito estudado no meio campo. Neste setor Giovanni Augusto conseguiu assustar o goleiro Fábio. No primeiro lance ele colocou na trave. No segundo, Fábio fez boa defesa. “Estudamos muito o adversário. Mantemos aquilo que temos jogado, mas com alguns ajustes para conseguir anular algumas coisas que o Corinthians vem fazendo de melhor. Principalmente no primeiro tempo tivemos muito êxito. No segundo tempo, o Corinthians forçou um pouco mais o ataque e conseguiram chegar com mais qualidade. Mesmo assim com chutes de longa distância. Taticamente foi um bom jogo. Com certeza nossa melhor partida neste aspecto” comentou Tarcísio.
O técnico Tite que não poupou ninguém no Corinthians foi ao ataque e iniciou nova pressão. Em três minutos uma cabeçada perigosa do André e em outra finalização mais uma bola na trave no desvio do zagueiro. Até os 30 minutos foram mais duas bolas na trave. Uma com Maicon e outra com Alan Mineiro. O Ituano teve uma finalização de Igor que havia entrado no segundo tempo e o lance mais perigoso. Simião recebeu sozinho na entrada da área pela direita, quando foi olhar o posicionamento do goleiro Cássio perdeu o tempo da bola. No final, Fábio defende mais um chute colocando para escanteio. Na cobrança o zagueiro Felipe se antecipa e marca o gol de cabeça. Apesar da derrota, o Ituano recebeu elogios do técnico Tite que afirmou ter sido o adversário mais difícil que enfrentou neste campeonato.  “Fico muito feliz. Hoje o Tite é o treinador brasileiro que vive o melhor momento já há alguns anos. Neste ano com tantas mudanças no elenco conseguiu manter o mesmo padrão de jogo. Receber um elogio como esse vindo dele fico muito contente” afirmou Tarcísio Pugliese.  Com o bom futebol e com a consciência de ter feito o melhor, o Ituano parte para a semana da classificação. Quarta tem o Agua Santa em Diadema e no domingo recebe o Mogi Mirim no Novelli.
ITUANO – Fábio; Pacheco, Naylhor, Leo e Peri; Guly, Simião e Guilherme (Igor aos 55); Claudinho, Fernando Viana (Ruan aos 68) e Marcelinho (Edinho aos 77). DT: Tarcísio Pugliese
Gol: 0x1 Felipe aos 42 do 2o
Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP
Miguel Schincariol 
Fotografia
27/março