Ituano foi surpreendido no final


4 de novembro de 2019 | Notícias

Sub 20 sofreu dois gols do Red Bull no final da partida. Jogo de volta será sábado em Jarinu.

O primeiro jogo da semifinal do Paulista sub 20 foi muito diferente dos dois confrontos contra o Corinthians pelas quartas de final. A partida foi mais estudada, mais disputada e com muito mais faltas. A rivalidade entre os dois clubes que começou em 2014 e vai crescendo a cada jogo decisivo. Por isso foram poucas oportunidades de gol. O placar de 2×0 surpreendeu negativamente para o Ituano. “Foram algumas situações que determinaram esta derrota. Até os 40 minutos do 2º tempo, praticamente os 85 minutos estava mais ou menos tudo sob controle. Oportunidade lá, posse de bola aqui. Ai o nosso time caiu. Caiu no sentido de que eu não tinha muito opção de reposição para fazer no sentido de mudar uma situação ou até mesmo manter o mesmo padrão. E o Red Bull teve. Eles fizeram, praticamente na metade do 2º tempo, seis substituições. E isso dificultou um pouco. Mas também, tirou um pouco da nossa concentração e do nosso foco. Praticamente tomamos dois gols que nós tínhamos a posse de bola e demos a oportunidade de contra-ataque e tomamos dois gols. E isso é complicado” comentou o técnico Zé Sergio lamentando os dois gols no final da partida.

No primeiro tempo a melhor chance foi do Ituano com Léo Duarte que finalizou com perigo. O mesmo Leo Duarte no segundo tempo colocou uma bola na trave. Dez minutos depois foi a vez do Red Bull colocar uma bola na trave e quase abrir o placar na sequência. O primeiro gol só saiu aos 43 minutos com Iago Teles que recebeu sozinho dentro da área e fez. O segundo gol saiu aos 47 num chute no ângulo, indefensável para o João Victor. “Este jogo foi o primeiro tempo. É a mesma coisa que você entrar num jogo e no 1º tempo você sai perdendo de 2 a 0. Agora tem que arrumar e acertar o time para o 2º tempo. Então não é muito diferente. Só que a gente tem a oportunidade de dias aí pela frente para poder trabalhar a equipe e recuperar aqueles que estão bem desgastados. A gente vem numa pegada muito grande nesse sentido. E sem tirar o mérito do Red Bull. Está todo mundo sabendo que no Paulista eles são o 2º melhor colocado. O primeiro foi o Corinthians e nós tiramos. É um time muito forte e muito experiente. Time vivido e que joga fora do país. Temos que enaltecer as virtudes do adversário. Nossa equipe tem qualidade, força de vontade e muitas condições. Os meninos estão de parabéns. Eles se doaram. O que eu chamei a atenção deles após o jogo foi mais em não perder a concentração” explicou Zé Sergio.

O jogo da volta pela semifinal está marcado para sábado, dia 9, ás 10 horas no CT do Red Bull, em Jarinu. O Ituano precisa devolver dois gols de diferença para provocar a disputa nos pênaltis. Neste campeonato, o Ituano conquistou 6 vitórias por dois ou mais gols nas 29 rodadas até aqui. Inclusive venceu o São Paulo por 2×0, Audax por 6×0 em Osasco e Santos por 5×0 no Rei Pelé. “Acho que é possível reverter. Às vezes, a gente se sente mais tranquilo jogando fora de casa. A pressão é muito maior dentro de casa do que fora de casa. Apesar de que lá também é complicado. É diferente. É a mesma coisa a pressão que os jogadores do Ituano tem jogando no Tatizão. Jogando no Novelli é outra coisa completamente diferente. É melhor para jogar, sem dúvida. E nós jogamos. Eles tiveram muitas dificuldades para jogar, até quando nós aguentamos. E não tem nada a ver com condicionamento físico, preparação, isso ou aquilo. É futebol. Mas é possível reverter e vamos trabalhar para isso. Não tem outra coisa para se fazer. Não está perdido. Pode acontecer de termos uma vitória por dois gols. É mais difícil. Estamos aqui para trabalhar e tentar reverter essa situação” afirmou Zé Sergio.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Diogo Reis
Fotografo

4/novembro