Ituano lançou 11 atletas na Copa Paulista


19 de setembro de 2016 | Notícias

O Ituano se despediu da Copa Paulista vencendo o Bragantino por 2×0 no Noveli Júnior

O Ituano se despediu da Copa Paulista deste ano com vitória. Jogando neste domingo pela manhã venceu o Bragantino por 2×0. O meia Guilherme que começou como titular comandou a vitória. Foi dele a jogada do primeiro gol. Após uma boa finalização de fora da área, o goleiro deu rebote e Morato completou para o gol marcando aos 13 minutos de jogo. Aos 30, Guilherme fez a jogada e lançou Igor que quando entrou na área foi derrubado pelo goleiro. O árbitro confirmou o pênalti. O próprio Igor cobrou e fez 2×0. No segundo tempo o jogo ficou mais disputado e o árbitro começou a mostrar os cartões. Os dois autores dos gols acabaram expulsos. Igor aos 23 e Morato aos 44 junto com o zagueiro do Bragantino. “A gente entrou desde o início da partida com a disposição de se despedir com uma forma honrosa. Como o Ituano merece. Mesmo com o sol forte, os jogadores entraram determinados e buscando propor o jogo para chegar ao gol do Bragantino. Foi assim que construímos a vitória no primeiro tempo. No segundo tempo tínhamos uma cobrança interna para não tomarmos o gol. Se possível buscar o terceiro gol. Tivemos as expulsões e não conseguimos ampliar. Mas terminamos a competição de uma maneira honrosa este campeonato” comentou Vinicius Bergantin. O Ituano terminou a competição com 13 pontos. Ficou dois pontos atrás do São Paulo que foi o 4º colocado. A última vez que o Ituano ficou fora da 2ª fase da Copa Paulista foi em 2008. Ao contrário dos últimos 7 anos, o Ituano tinha outra competição e o foco nesta Copa Paulista era outro.

No elenco de 28 atletas na competição, 15 foram formados no Ituano. Destes, 11 foram lançados neste semestre. O goleiro Lucas que fez um jogo, os zagueiros Fellipe, Andrey e Mateus, o lateral Renan, os volantes Dener, Caprioli e Vitor e os atacantes Juliano Levak, Lucas Rocha e Ademir. “Esse era o intuito do Juninho e de toda a comissão técnica neste campeonato. Queríamos dar ritmo aos atletas que não estavam jogando na Série D. Mas também muito importante o lançamento dos atletas que vieram do sub 20. Este número alto de 11 atletas formados na base e terem uma experiência num campeonato profissional. Com dois pontos a mais estaríamos classificados mesmo jogando com uma equipe jovem. O Renan evoluiu muito na Copa Paulista. O Juliano também. O Caprioli quando entrou deu conta do recado. Vários outros atletas que tiveram chances e dão um novo horizonte para o Ituano continuar trabalhando desta forma. A própria venda do Claysson no ano passado, agora do Luiz Felipe demonstra que o Ituano está fazendo um bom trabalho. Claro que queríamos continuar na competição, mas olhando para este lado que é um aspecto muito positivo devemos continuar trabalhando assim a base do clube. O próprio Guilherme tem jogado muito bem, o Bassani que voltou de lesão e está recuperando sua melhor forma. Poucos clubes utilizaram tantos atletas da base como o Ituano” avaliou Vinicius Bergantin que trabalhou em 7 dos 12 jogos na competição. Esta também foi sua primeira experiência como técnico no profissional.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP
19/setembro