Ituano mereceu vencer o Botafogo


29 de janeiro de 2020 | Notícias

Capitão Correa marcou o gol de empate em 2×2 no seu jogo 50 pelo Ituano

Com 4 novidades em relação ao time que jogou no sábado em Barueri, o Ituano foi a campo com outra postura. Buscando o ataque e tomando a iniciativa do jogo. Foi surpreendido algumas vezes. No início do jogo com um gol do Botafogo, com alguns erros da arbitragem e com o segundo gol na metade do segundo tempo num pênalti duvidoso. O Ituano soube reagir, e buscou duas vezes o empate. A primeira com o estreante Sueliton e o segundo gol de empate com o capitão Correa após passe do também estreante Yago. “Foi o nosso melhor jogo. Melhor concentração, agressividade, volume de jogo, a parte mental foi muito boa. Saímos duas vezes atrás no placar, mesmo não merecendo, foi atrás e buscou o empate. Depois ainda suportamos o resultado com um atleta a menos. Temos muitas coisas boas nesta partida. Será assim que vamos crescer no campeonato, pontuar e buscar os objetivos do Ituano” afirmou o técnico Vinicius Bergantin. Apesar de merecer a vitória, o Ituano pode comemorar seu primeiro ponto no campeonato e a marca de seu capitão Correa que atingiu 50 jogos com a camisa do Ituano. ““Merecíamos a vitória pelo jogo que fizemos. Mas tivemos um poder de reação e isto é um fator positivo” disse Correa. A reação vai continuar no próximo domingo em Diadema contra o Água Santa.

Com 3 minutos de jogo, o Botafogo chegou ao gol numa bola enfiada no meio da defesa para o Diego Cardoso que finalizou na saída do Pegorari. Depois do gol, o Ituano criou boas chances de empatar. Correa em cobranças de faltas pela direita e cabeceios de Ricardo Silva e Leo Rigo. Serrato deu uma cavadinha por cima da defesa para Ricardo Silva que só desviou do goleiro. O zagueiro tirou em cima da linha. E duas oportunidades com Minho em cruzamento de Keké e escanteio cobrado por Taliari. Até que aos 29, Taliari cobrou escanteio no primeiro pau, Keke desviou de cabeça e Sueliton fez o gol. O empate saiu com a participação de três novos titulares. No segundo tempo veio o pênalti marcado pelo árbitro Leandro Carvalho da Silva. Na transmissão do Sportv, o comentarista da arbitragem Sandro Meira Ricci falou “Léo Rigo coloca o pé na frente e Caíque chuta o pé do marcador. O árbitro estava bem perto, entendeu que foi faltoso o lance, mas eu não marcaria a penalidade”. Rafinha cobrou e fez 2×1 aos 21 minutos. O empate veio logo na sequência, mas foi anulado pelo árbitro. Correa cobrou a falta na esquerda, Jonas subiu com o zagueiro dividindo a bola pelo alto e na sobra, Sueliton encheu o pé para as redes. Leandro Carvalho invalidou dando toque de braço de Jonas. Novamente Sandro Meira Ricci não concordou. “Gol do Ituano foi mal anulado, pois Jonas não tocou a mão na bola e Suéliton também não fez falta, como o árbitro chegou a indicar. Errou o árbitro” afirmou na transmissão.

O empate em 2×2 saiu aos 29 minutos. Yago que havia entrado aos 15 fazendo sua estreia no Ituano, recebeu passe de Jonas pela direita e rolou para Correa que chutou forte, rasteiro, no canto. Foi o gol do retorno de Correa que completou 50 jogos e ficou fora dos dois primeiros jogos do Paulista. “Infelizmente me machuquei na semana de estreia. Participei de todos treinos e jogos na pré-temporada e foi muito difícil ficar de fora deste início de campeonato contribuindo com minha equipe. Contra o Oeste poderia tentar, mas foi prudente aguardar um pouco mais a recuperação. Estou feliz por ter suportado os 90 minutos e ter ajudado meu time. Claro que saímos com um sentimento que poderia ser outro resultado pelo que o time produziu na partida. O nível do campeonato é muito alto. O time reagiu bem as dificuldades e criou chances. Infelizmente não transformamos estas oportunidades em gols. Temos esperança para a sequência da competição” comentou Correa. O técnico Vinicius gostou do retorno de Correa e as entradas dos novos jogadores. “Fiquei muito contente com a entrada dos quatro atletas no início, assim como as entradas de Luiz Paulo e Yago. O Luisinho entrou no final e teve pouco tempo. Deram a resposta que todo o treinador quer. Deu um salto de qualidade na equipe. Demonstraram que são muito aguerridos, principalmente depois de duas derrotas. O time precisa de jogadores com este espírito” afirmou.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Miguel Schincariol
Fotografia

29/janeiro