Ituano mostra evolução e busca um ponto em São Caetano


25 de janeiro de 2019 | Notícias

Morato retornou a jogar pelo Ituano. Entrou no final e deu velocidade ao time. Consciente, sabe que ainda não pode jogar o tempo todo.

A última vez que o Ituano jogou no Anacleto Campanella ainda não tinha conquistado o segundo título Paulista. O jogo aconteceu no Paulista de 2013 e a realidade era outra. O Ituano perdeu de 3×0 e naquele ano lutou até os acréscimos do último jogo para fugir do rebaixamento. Passados 5 anos daquela noite, os dois clubes vivem nova situação. O São Caetano que retornou a Série A1 no ano passado, começou o atual campeonato buscando um empate contra o Corinthians em Itaquera. O Ituano que tem pretensão de lutar pela classificação, confiando no potencial do elenco, esperava uma evolução para o segundo jogo. Na estreia perdeu em casa para o Novorizontino. Mantendo a mesma formação, o Ituano fez um jogo melhor e voltou a Itu com um ponto. “Houve uma boa evolução em todos os aspectos. Conseguimos jogar com mais velocidade e se impor na partida. Tivemos uma boa atitude defensiva e o principal é que a gente conseguiu jogar no ataque, mesmo com um adversário qualificado. Pena que esta consistência e melhora não confirmou a vitória. Mas saio daqui feliz com a melhora da equipe” comentou o técnico Vinicius Bergantin.  Após duas rodadas, o Ituano está junto com o Botafogo com um ponto e um ponto atrás do Oeste. O São Paulo lidera com duas vitórias. O próximo compromisso será na segunda contra o São Bento.

Embora o jogo tenha sido movimentado pelas duas equipes, o primeiro tempo foi de poucas oportunidades. A primeira finalização no alvo foi aos 27 minutos com Choco. Ele recebeu na direita, cortou o zagueiro para a esquerda e bateu pelo alto. O goleiro Jackson fez a defesa. Aos 36 foi a vez do São Caetano em cobrança de falta com Alex Reinaldo para boa defesa de Pegorari. Antes do intervalo ainda teve um chute do Ituano por cima com o meia Guilherme. O segundo tempo foi bem melhor. Logo no início o Ituano chegou com perigo. Ricardo Silva cabeceia forte após cruzamento de Claudinho.  Jackson fez a defesa. O Ituano chegou novamente, agora pela esquerda. Peri recebeu sozinho e encheu o pé. Jackson teve dificuldades para colocar para escanteio e o gol quase saiu. Com as entradas de Martinelli e Bassani o Ituano foi chegando cada vez mais perto do gol. Até que aos 36 minutos, Vinicius Bergantin promoveu a volta de Morato. “Estou muito feliz com o retorno. Fazia tempo que eu não jogava. Ainda mais voltar a jogar no Ituano, um clube que me valorizou. É uma felicidade muito grande”. Três minutos depois, Morato fez uma tabela pela direita com Bassani e deixou ele livre para finalizar. A bola passou muito perto. “Caramba! Falei para o Bassani, acerta o pé que nós fazemos os três pontos e garantimos a vitória. Mas, faz parte” contou Morato.

Vinicius Bergantin saiu satisfeito com a melhora do time e também com as entradas no segundo tempo de Martinelli, Bassani e Morato. Aos poucos ele vai colocando o Ituano na maneira que deseja para o Paulista. “Peço aos jogadores para termos as rédeas do jogo e se impor mais. Tanto fisicamente como na parte tática. E claro que jogar. Isso passa pelos homens de frente e também pelos homens de meio. Baralhas e Serrato foram bem e ajudaram a termos um bom volume de jogo. Iniciando a criação de  boas oportunidades de gol” explicou Vinicius Bergantin. Todos tem a consciência que embora o campeonato seja curto, apenas 12 rodadas na 1a Fase, a construção do time é jogo a jogo. Inclusive para Morato que está retornando de lesão. “Isto tem que ser gradativo. Não adianta achar que vou entrar e resolver, porque não vou. Tem que ser aos poucos. Entrando e aumentando os minutos em campo e daqui a pouco já tenho o ritmo de jogo” afirmou Morato. Para o compromisso de segunda, no clássico contra o São Bento, apesar do horário ruim das 17hs30, o time seguirá melhorando. “Sabemos que é a partir do terceiro jogo que as coisas fisicamente acontecem de um modo mais automático. Recupera melhor, sente menos o ritmo de jogo. Agora a maioria dos atletas já estavam no clube e sabem da importância do clássico. E não podemos nos ater ao último resultado do São Bento. Pois vi o jogo contra o Botafogo. Eles tem um bom elenco, experiente e diferente do ano passado. Mesmo com todo respeito e as dificuldades do campeonato, temos que continuar evoluindo para buscar a primeira vitória” afirmou Vinicius Bergantin.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Miguel Schincariol
Fotografia

25/janeiro