Ituano não consegue vencer o Audax


25 de fevereiro de 2017 | Notícias

Ituano conhece a sua segunda derrota no Paulista. Mesmo assim seguem em segundo no grupo A com 8 pontos.

O tabu continua contra o Audax. Desde 2012 quando se enfrentaram pela primeira vez na Copa Paulista o Ituano não sabe o que é vencer. Jogando neste sábado mais uma vez no José Liberatti em Osasco, o Ituano perdeu por 3×0. “Nós estudamos e trabalhamos para nos posicionar compacto contra o Audax, só que mais alto do que nós estávamos marcando. A gente abaixou demais nossas linhas e o Audax é um time muito técnico e facilitamos demais para eles. Eles tiveram muito espaço para jogar e nós tivemos muitas dificuldades na partida. Faltou a gente sair com mais precisão e mais intensidade. Tínhamos que ter uma tomada melhor de decisão. Se tivéssemos encaixado melhor os passes e saído com mais velocidade, poderíamos ter jogado um pouco mais” explicou o técnico Tarcísio Pugliese. “Eles tem uma variação de posição muito intensa. Não tem uma posição fixa. Eles propõem muito o jogo. Tomamos gol que nós tínhamos falado, alertado antes. O próprio Tarcísio falou para nós. Infelizmente não tivemos o resultado que queríamos. Mas estamos vivos no campeonato. Chegamos à metade do campeonato e agora temos um jogo em casa para reverter isso” afirmou o zagueiro Lima. O goleiro Fábio que jogou este confronto no ano passado faz o alerta. “Temos que voltar a ganhar jogos e marcar gols. Faz três jogos que não vencemos e não marcamos gol. A metade do campeonato já foi. Não vai ter jogo fácil para ninguém. Serão jogos competitivos. Temos uma semana para nos preparar bem para o próximo jogo” disse Fabio. O próximo jogo será só no outro domingo, contra a Ponte Preta no Novelli Júnior.

No primeiro tempo foram poucas oportunidades de gol. O Ituano marcando atrás e com o retorno do capitão Naylhor jogando ao lado de Lima não dava espaço. Embora tivesse posse de bola o Audax só finalizou uma boa para a defesa de Fábio aos 22 minutos. Aos 42 aconteceu o melhor lance do Ituano. Peri que completou 50 jogos pelo Ituano levantou no primeiro pau. Naylhor entrou por trás da defesa e bateu de primeira para boa defesa do goleiro. Isso aos 42. No acréscimo o time de Osasco desceu pela direita e fez o cruzamento rasteiro, a defesa não conseguiu tirar e Gabriel Leite fez o gol. “Tivemos uma chance grande com o Naylhor no final do primeiro tempo de fazer o gol. Não fizemos e nos acréscimos tomamos o gol antes do intervalo. Mudaria a história da partida. Temos que tomar cuidado neste final de tempo. É a segunda vez que isso acontece” lembrou Tarcísio Pugliese. No segundo tempo o Ituano precisou se expor e o Audax se aproveitou. Bola de pé em pé no contra ataque para finalização de Leo Artur fazer 2×0 com 5 minutos. Tarcísio colocou Lucas Crispin no lugar de Romarinho e depois Bassani  no lugar de Simião. O time melhorou, mas não conseguiu chegar com precisão ao gol. Aos 47 o golpe final. Felipe Rodrigues fez 3×0 para o Audax. “Na vitória não está tudo certo e nem da derrota está tudo errado. É bom que acontece isso agora. Temos que tirar lição disso e aprender. Estamos jogando o principal campeonato Estadual do País. Temos que competir. Essa é a lição. Estamos vivos no campeonato e temos que ser mais competitivos” comentou o zagueiro Lima. “A gente sabe que o Campeonato Paulista sempre foi difícil. Com 16 clubes aumentou ainda mais as dificuldades, mas vamos buscar a classificação” afirmou Tarcísio Pugliese. Mesmo com a derrota o Ituano segue em segundo no grupo A. Botafogo e São Bernardo também perderam na rodada.

ITUANO
Fábio; Arnaldo, Lima, Naylhor e Peri; Walfrido, Simião (Bassani aos 68) e Romarinho (Lucas Crispin aos 53); Claudinho (Nena aos 86), Igor e Morato. DT: Tarcísio Pugliese.

GOLS: 1×0 Gabriel Leite 46 do 1º; 2×0 Leo Artur aos 5 e 3×0 Felipe Rodrigues aos 47 do 2º.

Árbitro: Rafael Gomes Felix da Silva

Público: 1.585  –  Renda: R$ 16.650,00

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Miguel Schincariol
Fotografia

25/fevereiro