Ituano não muda para atingir o objetivo


17 de julho de 2019 | Notícias

Capitão Correa prega equilíbrio e passa tranquilidade para o elenco.

Há 10 anos foi criada a Série D do Campeonato Brasileiro. O Ituano que havia feito uma má campanha no ano anterior na Série C tinha sido rebaixado. Depois de 5 participações na competição, esta é somente a segunda vez que o clube chega nas 4as de final, última fase de conseguir o acesso e o maior objetivo. “É um momento especial. Sabemos o que representa. Estamos conversando com todos os atletas sobre a importância deste momento para o clube. Pela estrutura do clube e por tudo que nos oferece. Agora esta conquista tem que ser conquistado dentro de campo. Demos um primeiro passo importante. Agora é o jogo da volta. De decisão, e difícil. Temos que ter humildade, respeito e não mudar o nosso jeito. Vamos controlar esta ansiedade que faz parte. A euforia fica do lado de fora. Aqui dentro temos consciência do momento e da oportunidade de fazer história” comentou o capitão Correa que retornou ao clube no ano passado. Ele foi formado na base do Ituano e saiu como profissional há duas décadas. Correa sabe o quanto o Ituano evoluiu para merecer voltar a disputar campeonatos maiores. “Quando você fala de merecimento, e olha todo o clube do Ituano. A estrutura e todas as condições de trabalho, digo que sim. Mas sabemos que no futebol o merecimento é quando você consegue a conquista. Temos que conquistar dentro do campo. Pois todos os clubes estão buscando isso. Vamos nos prepara bem para o jogo de sábado” afirmou Correa.

Com a vitória por 3×1 no jogo no Novelli Júnior, o Ituano viaja pela primeira vez a Sergipe podendo perder por um gol de diferença. Este detalhe não interfere o trabalho diário do elenco. “O Itabaiana não chegou até esta fase à toa. Não podemos entrar na zona de conforto. Não podemos achar que está resolvido. Eles vão entrar a “milhão” na partida. E tem jogadores com qualidade. Temos que jogar com respeito os 90 minutos” afirmou o goleiro Pegorari que faz elogios ao adversário. “A bola aérea deles é muito boa. O centroavante deles é bom. Tem característica de dominar, girar e bater para o gol. Tem um meia de qualidade. Tiveram chances de chute de fora da área. Temos que ter cuidados” comentou Pegorari que tem média de 0,8 gol sofrido por jogo nas 25 partidas da temporada. “Esses números foram acontecendo durante a temporada. Isso é fruto de muita dedicação. Desde lá na frente com Gui Mendes e Angelotti. Com a marcação dos nossos volantes. Com nossos atletas de beirada. Nossa postura defensiva. Não é momento de fazer algo diferente. Vamos manter este estilo de jogo e com tranquilidade para atingirmos o nosso objetivo” afirmou Pegorari. O capitão Correa finaliza. “A palavra que define tudo isso é equilíbrio. Vamos no limite, nos esforçar no máximo, mas com consciência. Foi desta forma que chegamos até aqui. É uma decisão que pode nos colocar na história já que o Ituano está buscando isso há tanto tempo”.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Daniel Vorley
Fotografo

17/julho