Ituano perdeu de virada em Caxias do Sul


26 de junho de 2016 | Notícias

Atacante Marcão poderia ter feito 2×1 na cobrança de pênalti. O goleiro acertou o canto e fez a defesa. Na bola parada o Caxias conseguiu a virada.

O Ituano foi a Caxias do Sul com a missão de se manter na liderança do grupo. Conseguiu, mas perdeu o 100% de aproveitamento e a invencibilidade na Série D. “Nós sabíamos que o forte do time do Caxias é a bola parada. Todos foram alertados. Ainda no intervalo o goleiro Fábio lembrou deste detalhe. Mas erramos justamente neste ponto e perdemos o jogo no estilo característico do futebol gaúcho” lamentou o técnico Tarcísio Pugliese. Os principais erros aconteceram no segundo tempo. O Ituano saiu na frente com um bonito gol de Claudinho de fora da área. Sofreu o empate em seguida em lance de bola parada. Mesmo não fazendo um bom primeiro tempo, foi melhor e tinha o controle da partida. Teve chance de fazer o segundo gol em pênalti cobrado pelo Marcão. O goleiro Marcelo Pitol acertou o canto e fez a defesa. A partir daí o Ituano não conseguiu mais o domínio. Em duas faltas laterais, o Caxias virou o jogo para 3×1 e conquistou a vitória. “Temos que trabalhar mais nesta semana para corrigir isso. Nós não estávamos tomando gol. Muito menos de bola parada. Hoje tomamos três. Felizmente a tempo de nos recuperarmos. Temos agora dois jogos em casa para voltarmos a vencer” disse Tarcísio.  Com três rodadas da Série D, Ituano e Caxias seguem na liderança do grupo 17 com 6 pontos. O Ituano com saldo positivo de 4 gols está a frente do Caxias  que tem saldo zero. “O Tarcísio falou para nós que mesmo com duas vitórias não podemos relaxar. Infelizmente tomamos estes gols de bola parada que não estávamos tomando. Agora é buscar os três pontos no próximo sábado” afirmou Claudinho. Ituano e Caxias voltam a se enfrentar no Novelli Júnior. Será a chance de reabilitação no campeonato para encaminhar a classificação para a próxima fase.

Ao contrário da previsão que apontava chuva, Ituano e Caxias jogaram com sol e temperatura agradável. Precisando da vitória, o Caxias finalizou logo com um minuto de jogo com Lorran para boa defesa de Fábio. O Ituano respondeu com um voleio de Simião. A bola passou ao lado do poste esquerdo. O jogo estava aberto e numa saída errada o Caxias desperdiçou a chance de abrir o placar. Jajá ficou cara a cara com Fábio e chutou na trave. O Ituano aproveitou a sua chance. Bola levantada para a entrada da área, Marcão subiu para dividir com o zagueiro. “Eu tinha falado para o Marcão ir para a disputa da bola e fiquei na sobra e consegui a finalização no canto” explicou Claudinho. A vantagem durou pouco. Falta na lateral direita do Ituano. Anderson Feijão cobrou no primeiro pau e Lorran antecipou a defesa e desviou de cabeça para empatar o jogo. Veio o segundo tempo e Marcão teve chance de fazer o segundo gol. Guly levantou a bola e o zagueiro colocou a mão na bola. Pênalti marcado e Marcão foi para a cobrança. O goleiro Marcelo Pitol saiu antes e acertou o canto fazendo a defesa. O erro inflamou o Caxias que cresceu no jogo. O Ituano ainda deu a oportunidade ao time gaúcho parando as jogadas com faltas. De novo Anderson Feijão cobrou no primeiro pau e o zagueiro Geninho desviou para fazer o gol da virada. Outra falta, desta vez do outro lado. Anderson Feijão cobrou para o meio da área, Fábio fez a defesa parcial e Ramon pegou o rebote para fazer 3×1 com 21 do 2o tempo. Tarcísio colocou Bassani e Rafael Martins para buscar uma reação. Bassani conseguiu uma finalização por cima e Aloísio de fora da área para defesa do goleiro Marcelo. “Depois do pênalti que não convertemos, o time deles cresceu junto com a torcida. Agora vamos trabalhar nesta semana e reverter isso no próximo sábado contra eles lá no Novelli” afirmou Claudinho.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

26/junho