Ituano quer voltar a vencer no Paulista 2018.


8 de fevereiro de 2018 | Notícias

Marcelinho foi o terceiro atleta a ser selecionado para o Craque da Rodada. Vitória em Ribeirão Preto poderá passar por uma boa atuação dele.

Meio copo d’agua. Nem está cheio. Nem está vazio. Este é o sentimento do Ituano neste Campeonato Paulista. Em 5 rodadas o Ituano soma 7 pontos e está empatado com o Bragantino no grupo A. Mas perderia a vaga porque tem uma vitória a menos. Por outro lado, só tem dois times invictos na difícil competição. O forte Palmeiras e o Ituano que tem uma vitória na estreia e 4 empates na sequência. “Fazendo as contas do campeonato a gente sabe que não está ruim. Está bem equilibrado. Mas se tivéssemos dois pontos a mais estaríamos muito contentes. Com 7 pontos não é ruim, mas fica sempre o gosto de melhorar ainda mais. Vamos trabalhar para melhorar em todas as partes e buscar estas vitórias que nos darão a classificação. Já que o número de vitórias no critério de desempate vai decidir. Por outro lado, fica uma sensação boa de estar invicto. Não podemos acomodar e tem que ter ambição e trazer as vitórias para o Ituano” comentou o técnico Vinicius Bergantin. Esta é só a segunda vez em 24 anos que o Ituano chega a 5 jogos nesta condição. A outra foi em 1992 quando também somou uma vitória e 4 empates na sequência. Para demonstrar que faz boa campanha, o Ituano teve pela terceira vez um jogador selecionado para o Craque da Rodada. Depois de Guilherme na estreia e Baralhas na 4ª rodada, agora foi a vez do meia atacante Marcelinho que ficou em 3º na eleição do Craque da Rodada. “As lesões me atrapalharam muito no ano passado. Agora está zerado. Estou conseguindo fazer uma sequência de jogos e quero ficar assim até o final da minha carreira. Estas lesões me preocuparam um pouco. Agora que estou bem quero trabalhar, ajudar da melhor forma que puder para o Ituano conseguir as vitórias” contou Marcelinho que fez seu terceiro jogo na competição.

O Ituano quer retomar o caminho da vitória e vai enfrentar um adversário que tradicionalmente nos confrontos termina empatado. São 11 empates em 29 jogos contra o Botafogo. Na Série A1 são 8 vitórias de cada lado e 8 empates. Além disso no elenco tem dois atletas conhecidos do Ituano. O zagueiro Naylhor e o lateral Peri. “Conhecemos ambos. Trabalharam conosco por três anos. São jogadores de muita qualidade e bastante queridos por nós. Jogadores que mantém bom nível no campeonato e não oscilam muito. O Botafogo é um time deste nível, bem qualificado. Jogar em Ribeirão nunca é fácil e temos que saber aproveitar as chances que vamos ter para voltarmos de lá com um grande resultado” afirmou Vinicius. Para isso contará com a experiência e qualidade do Marcelinho que jogou duas vezes em Ribeirão Preto. Na classificação de 2014 para as semifinais, e também na derrota em 2016. Ele sabe que para vencer o time tem que melhorar e diz qual é a referência. “Concordo que entramos um pouco desligado no jogo contra a Ponte. Só fomos melhorar após tomar o gol. Temos que nos atentar porque isso não pode acontecer. Temos que ir em Ribeirão Preto como entramos contra o Santos que em 15 minutos teve várias chances de gol. Temos que entrar assim em todo jogo. Porque a tendência é que o campeonato vai ficar cada vez mais difícil. Atenção redobrada para buscarmos a vitória porque estamos precisando” lembra Marcelinho que completou contra a Ponte Preta sua 50ª partida pelo Ituano.

Outro atleta que completou boa marca e já enfrentou o Botafogo em Ribeirão Preto é o zagueiro Leo. Ele chegou sábado a 90 jogos. Único atleta do elenco nascido em Itu vive novamente um momento especial na carreira. “Estou feliz com esta marca porque num clube do interior não é fácil. Feliz pelo que estou realizando na minha carreira até aqui no Ituano” disse Leo que já marcou 10 gols. “Minha função é sempre defender e ajudar a equipe lá atrás. Mas as oportunidades foram surgindo e fui marcando. Agora estou com esta marca de zagueiro artilheiro” disse Leo que é o novo capitão do time. “A faixa de capitão é só uma cereja de bolo para ele. O principal é o amadurecimento dele. Ele vem merecendo tudo que está vivendo no campeonato, jogando em alto nível e fazendo bons jogos. É o caminho natural dele, continuar trabalhando e melhorar ainda mais” contou Vinicius que como Leo começou na base do Ituano como zagueiro e foi capitão no título de 2002. O Ituano recuperou a sina de revelar bons zagueiros. “Aconteceu com o Leo em 2015, com o Luiz Felipe em 2016, com o Mateus em 2017 e agora com o Fellipe em 2018. Estou muito contente que o Leo está retomando o seu bom futebol e sua confiança. Está jogando em alto nível. Ele está com a faixa de capitão não só porque tem o respeito de todos, mas também pela história que ele tem no clube” lembrou Vinicius Bergantin. Leo no Paulista de 2015 jogou as 15 partidas do Paulista os 90 minutos. Não foi substituído nenhuma vez e só recebeu um amarelo. Leo em 90 jogos nunca foi suspenso por amarelo ou expulso de campo. Ituano e Botafogo jogam neste sábado, as 16hs30, no estádio Santa Cruz em Ribeirão Preto. O jogo terá transmissão pelo canal Sportv.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Miguel Schincariol
Fotografia

8/fevereiro