Ituano reabre o Paulista sem gol


22 de julho de 2020 | Notícias

Baralhas quase marcou em chute de fora da área. Foram duas boas tentativas com ele.

No jogo 500 do Ituano na Série A 1, não houve comemoração por gol e vitória. O ponto conquistado no empate sem gols com a Ferroviária não resolveu o problema da ameaça de queda, mas também não deixou de ser um alívio na volta do campeonato depois de 127 dias. “Vi nosso retorno depois de tanto tempo parado de uma forma mais positiva e não crítica. Tivemos um desempenho bom no primeiro tempo. A equipe pensando o jogo, anulando a equipe a boa equipe da Ferroviária. No segundo tempo começamos de uma forma igual, mas depois entra aquilo que nós esperávamos, que é a parte física. Os jogadores sofreram bastante, com jogadores que sempre terminam bem os jogos e com força, terminaram exaustos. Isso atrapalhou a gente. Não só na marcação, mas no erro do passe e cometemos alguns erros. Isto está conta da pandemia. Temos que ter calma para analisar, e recuperar estes atletas para o jogo de domingo contra o Santo André” analisou o técnico Vinicius Bergantin.

Da equipe que jogou no dia 15 de março, o técnico Vinicius Bergantin mandou a campo duas novidades que vieram da base. O atacante Gabriel Barros e o polivalente Léo Duarte foram titulares pela primeira vez no profissional. Léo Duarte tem 21 anos e é o recordista de jogos na base. Fez seu 4o jogo e Gabriel Barros fez seu 3o jogo e tem apenas 18 anos. As outras novidades foram o goleiro Pegorari e Correa que não enfrentaram o Corinthians em Itaquera. A primeira chance no jogo foi justamente com o Correa que tentou tirar o zero do placar em cobrança de falta. Taliari ainda teve mais duas oportunidades na primeira etapa. O jogo teve mais emoção na parte final. Primeiro com a melhor oportunidade do Ituano numa finalização de fora da área com Baralhas. A bola tinha endereço certo. O goleiro Saulo colocou para escanteio. Depois foi a vez do Pegorari trabalhar em duas bolas difíceis. A primeira num contragolpe da Ferroviária e a outra num chute de fora da área, onde tinham três jogadores na frente do Pegorari e mesmo assim ele conseguiu voar e fazer a defesa. O placar sem gols eliminou os dois times da próxima fase.

“Este ponto conquistado foi valorizado por nós e será importante. Sabíamos das dificuldades que teríamos. Não só na parte técnica e também na parte física. Não é possível jogar com intensidade após 127 dias parado. Que bom conseguimos manter este equilíbrio dentro de campo e sair daqui com um ponto contra uma boa equipe da Ferroviária. Estamos no caminho e temos mais um jogo para decidir nossa permanência” comentou Pegorari que mais uma vez manteve o zero no placar. “Espero que isso possa se repetir no domingo e assim sairmos desta situação incomoda que estamos vivendo”. Sobre os jovens e as estreias dos atacantes Mateus Criciúma e Eduardo Lopes, o técnico Vinicius aprovou. “Os meninos se portaram bem no jogo. Tanto com a bola, como taticamente. Eles ainda estão no processo de formação e confiamos neles. Este é o DNA do clube que sempre lança os jovens. Quanto aos reforços sofreram um pouco pelo momento nosso no jogo e com a queda de rendimento físico. Eles acabaram cumprindo mais a parte defensiva de marcação pelo momento do jogo e ajudaram a garantir o empate” explicou.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Miguel Schincariol
Fotografia

22/julho