Ituano valoriza a base na Copa Paulista


6 de agosto de 2018 | Notícias

O Ituano vai utilizar a competição como laboratório e dar rodagem aos jovens da base. Do time que chegou as 4as de final da Copa Paulista em 2013, 6 atletas foram titulares no título Paulista em 2014.

O Ituano volta a disputar a Copa Paulista neste ano. Competição que dá duas vagas para o calendário nacional na próxima temporada. Para a Série D, onde o Ituano já está classificado e para a Copa do Brasil, que é o segundo objetivo da equipe. A principal meta é usar a competição como laboratório como fez em 2013. Daquele time que chegou as 4as de final da Copa Paulista, 6 atletas foram titulares no título Paulista em 2014. “Claro que temos ambição de chegar o mais longe possível como foi em 2015 quando chegamos à final. Mas não podemos deixar de considerar a realidade atual. Há vários jogadores emprestados e temos que dar oportunidades para os jovens com qualidade que estouraram a idade neste ano. Este é o DNA do clube nos últimos anos. Quero dar a experiência para estes jogadores de viverem uma competição profissional que é diferente da base” explicou o técnico Vinicius Bergantin que já trabalhou no sub 17 e foi semifinalista no sub 20 em 2014. Dois terços do elenco para a Copa Paulista foi formada no clube. Mas há jogadores que vieram de fora para esta competição. “A ideia é dar oportunidade para jogador de qualidade que por um motivo ou outro ficaram fora do mercado. Seria uma outra chance como tantos aproveitaram no Ituano como o goleiro Vágner, Rafael Silva, Esquerdinha e mais recentemente o Morato e o lateral Arnaldo” lembrou Vinicius Bergantin.

O Ituano está no grupo 4 da Copa Paulista que começou neste final de semana. Ituano, Santos e Ferroviária folgaram porque estão em grupos com 7 clubes. Em 12 jogos realizados foram marcados 30 gols. Média de 2,5 gols por partida. No grupo do Ituano, conquistaram vitória na estreia o Audax, Portuguesa e o Atibaia. O Ituano estreia fora de casa jogando na Comendador de Souza na quarta, as 15 horas, contra o Nacional que perdeu para a Portuguesa por 1×0 no Canindé. Há 17 anos que os dois clubes que tem a mesma origem na ferrovia não se enfrentam nesse estádio. A última vez foi em março de 2001 pelo Paulista A2. Na ocasião o Ituano venceu por 1×0. “Quando você passa defronte ao estádio Nicolau Alayon, antigo, e de madeira, dá um charme especial. Você se lembra dos clubes tradicionais do futebol paulista. Eu me lembro de ter jogado lá pelo Ituano várias vezes ainda pela base. Nos últimos anos o Nacional tem feito boas campanhas e aos poucos estão voltando e se organizando. Será um jogo interessante” afirmou Vinicius Bergantin. As duas equipes se enfrentaram pela última vez há 15 anos. A partida aconteceu em julho de 2003 pela Copa Paulista. Jogando no Novelli Júnior, o Ituano venceu o Nacional por 3×0.

 

Acaz Fellegger

Jornalista Mtb 19.426 SP

Foto: Gazeta Esportiva

6/agosto