Ituano vence e entra no G4


5 de julho de 2021 | Notícias

Zagueiro Mateus fez o gol da vitória contra o Figueirense no final do jogo.

Ituano e Figueirense fecharam a 6ª rodada e fizeram um jogo inédito. Nunca tinham se enfrentado porque quando o Ituano disputou a Série B, o Figueirense estava na Série A. Com diferença de um ponto na frente, o Ituano sabia que adversário seria muito perigoso, mesmo jogando no Novelli Júnior. Com a ausência dos zagueiros Léo Santos, emprestado ao Cruzeiro, e de Matheus Mancini por lesão, o técnico Mazola Júnior recuperado do Covid, colocou em campo uma defesa que veio da base. O zagueiro Mateus que subiu em 2015 e o Bernardo que fez sua terceira partida. A defesa foi perfeita e ainda ajudou na vitória por 1×0 com gol do Mateus. “Feliz de poder voltar e ajudar meus companheiros. Sabíamos que o jogo seria muito difícil. O Figueirense é um adversário de Série B. Foi no detalhe. Consegui fazer este gol e dar a vitória para o Ituano” afirmou Mateus. O técnico Mazola lembra das dificuldades deste grupo. “Acho que é uma situação que temos que nos acostumar neste grupo. Eu tive a oportunidade de assistir alguns jogos, inclusive vi no sábado Botafogo e Novorizontino. Disse aos atletas que temos que entrar no ritmo desta competição que para mim é o ritmo da Série B. Esse grupo é um jogo de Série B e não de Série C. Pois estamos vendo prevalecer o equilíbrio das equipes e vencerá aquele time que tiver a competência nos 90 minutos para colocar a bola para dentro”. Com a terceira vitória seguida o Ituano entrou no G4 com 10 pontos.

Com 27 segundos, o zagueiro Mateus lançou o artilheiro Tiago Marques que entrou na área e bateu cruzado. Em outro lance, o lateral Rhuan cruzou para Tiago mandar por cima. Embora o jogo tenha começado aceso, as finalizações eram para fora. Num escanteio pela direita, Rhuan cobrou para o cabeceio de Bernardo e na sequência Mateus tentou o gol. Na única finalização certa, o jovem goleiro João Victor saiu nos pés do atacante do Figueirense para evitar o gol. No segundo tempo, o jogo continuou com os dois times jogando em velocidade. Mas com poucas finalizações no alvo. O único gol saiu quase sem querer. Aos 38, Eduardo Ramos que fez sua estreia cobrou falta da direita. No rebote da defesa, Jimenez ajeitou e acertou uma bomba. A bola bateu no poste e no rebote no pé do Mateus e entrou. “Quando estamos na área, sempre temos que esperar que a bola vai passar por ali e posso colocar para dentro. Jogador é assim. Tem que estar preparado o tempo todo. A bola bateu na trave, bateu no meu pé e entrou. Estou muito feliz pela vitória. Merecíamos porque batalhamos bastante” contou Mateus que marcou seu 6º gol no Ituano. O clube catarinense lutou até o final. O Ituano confirmou a vitória pelo placar mínimo com uma grande defesa do goleiro João Victor no final.  “Aquilo que vimos desde o começo da competição. Neste grupo além dos cinco paulistas, temos três clubes tradicionais de Série B que são Figueirense, Criciúma e Paraná. Sem contar a excelente campanha que o Ypiranga está fazendo. Serão jogos decididos em detalhes como foi de hoje” lembrou Mazola.

Com o fim da 6ª rodada, o Brasileiro Série C chegou ao seu primeiro terço. Os clubes começam a projetar a sequência da competição. Se vão brigar na parte de cima da tabela e por uma das 4 vagas, ou se vão brigar na parte debaixo para escapar das duas vagas de rebaixamento. A diferença do 4º colocado, zona de classificação, para o 9º colocado, zona de rebaixamento, é de 6 pontos. O Ituano neste primeiro terço está na parte de cima, dentro do G4. “Na realidade é surpreendente. Nas nossas contas estávamos apontando pelo início ruim que tivemos, que chegássemos neste momento mais organizados, mais equilibrados, mas não dentro do G4. Tivemos uma reviravolta dentro da competição num espaço tão pequeno de tempo, com reforços que ainda estão estreando, eu me surpreendi. Estou sendo sincero e me surpreendi de nós hoje estarmos no G4” afirmou com sua transparência peculiar Mazola Júnior. Os atletas compraram o discurso do técnico e repetem o pensamento. “Começamos mal a competição, mas nos recuperamos. Era isso que planejamos, nos recuperar e partimos em busca de novas vitórias para nos classificar” afirmou Mateus. Na próxima partida, o Ituano joga fora de casa para manter a condição atual. Será em Barueri contra o lanterna Oeste. E ninguém espera jogo fácil.  

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Fernando Roberto
Fotografo

5/julho