Ituano vence Metropolitano em Blumenau


18 de junho de 2016 | Notícias

Marcão abriu o placar em cobrança de falta. Com os dois 2×0, Ituano é líder do grupo na Série D

Depois de 12 anos, o Ituano voltou a vencer uma partida em Santa Catarina. Com gols de Marcão cobrando falta e Claudinho no final da partida, o Ituano venceu o Metropolitano no estádio do Sesi por 2×0. Dois também foi o número de atletas expulsos pelo árbitro carioca Carlos Eduardo Nunes Braga. O capitão Naylhor foi expulso num lance estranho aos 41 do 1o tempo. Ele dominou a bola e a protegeu do atacante. Naylhor deu as costas para a marcação e os dois caíram. Não foi lance nem para cartão amarelo. “Ele falou que usei o cotovelo. É só ver a imagem. Não fiz a falta” explicou Naylhor após a partida. A outra expulsão foi pelo segundo amarelo ao Igor aos 32 do 2o tempo. Neste momento o jogo tinha o Ituano na frente. Aos 5 da etapa final, Simião fez boa jogada pela direita e na entrada da área sofreu a falta. Marcão que na sexta completou 22 anos de idade pediu a bola. Bateu forte e a bola desviou na barreira enganando o goleiro Dida. No final da partida, quando o Metropolitano tentava exercer uma pressão, sofreu o golpe fatal. Aos 41 minutos, escanteio para a equipe de Blumenau e o goleiro Dida foi para a área. Após a cobrança, deu rebote e Claudinho recuperou a bola. Tocou por cima do marcador e partiu em velocidade. Sozinho quase dentro do gol encheu o pé. Foi quase um touch down! Com a vitória, o Ituano chega a 6 pontos em duas rodadas e segue na liderança do grupo 17.

Com chuva e temperatura na marca dos 13 graus, o jogo entre Metropolitano e Ituano começou bastante movimentado. Os dois técnicos mandaram a campo a mesma formação da rodada inaugural e foram para o ataque. Com um minuto de jogo, o goleiro Fábio teve que fazer uma defesa. As outras duas no 1o tempo foram mais difíceis. Aos 17 num chute de fora da área do lateral esquerdo Juninho e aos 38 num chute a queima roupa de Di Maria que Fábio colocou para escanteio. O Ituano também pressionou o goleiro Dida. Claudinho experimentou de fora da área e Dida colocou para escanteio. Em escanteio cobrado pelo Aloísio, Simião tentou de cabeça. E aos 31, Simião recuperou a bola na esquerda e da entrada da área mandou pelo alto. A bola bateu na forquilha e saiu. O jogo estava bom até que o árbitro carioca atrapalhou expulsando o zagueiro Naylhor. Na volta do intervalo, Tarcísio colocou o zagueiro Leo no lugar de Aloísio. No primeiro lance de ataque, Leo usou sua estatura e desviou de cabeça uma falta cobrada para área. O assistente Jonny Barros deu impedimento. Errou no lance. Aos 5 minutos outra falta. Marcão cobrou forte e abriu o placar. A partir daí o Ituano jogou em busca dos contragolpes, enquanto o Metropolitano tentava pressionar empurrado pelos 683 torcedores que foram ao estádio do Sesi. Foi assim que saiu o gol de Claudinho aos 41 minutos. Antes do apito final, Fábio ainda fez mais uma difícil defesa garantido a sua invencibilidade na Série D. O Ituano marcou 6 gols e não sofreu nenhum. Na próxima semana, outro compromisso difícil no sul do País. Em Caxias do Sul contra o Caxias no estádio Centenário.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426

 18/junho