Ituano vira contra o Vila Nova em Goiânia


15 de dezembro de 2020 | Notícias

Gabriel Taliari e Fillipe Souto marcaram os gols da virada na estreia da 2a Fase da Série C

Ituano e Vila Nova fecharam a primeira rodada da 2a Fase da Série C com um jogo de boa qualidade em Goiânia. Jogando no bom gramado do estádio Olímpico, a partida teve emoção e boa disputa nos 90 minutos. O Vila Nova saiu na frente com um gol de aos 9 minutos. O Ituano demonstrou personalidade e seguiu pressionando. Empatou ainda no primeiro tempo. A virada só aconteceu numa cobrança de falta, após jogada ensaiada. Um golaço de Fillipe Souto. “Vitória que mostra o espírito que devemos ter nos jogos. Aguerrido e de muita concentração ao longo dos mais 90 minutos. A consciência coletiva e enfatizar que nesta fase todos são importantes tanto no sistema ofensivo como no defensivo. Quem entra como hoje, nos ajudaram bastante. De fato cada jogo será uma decisão” comentou Fillipe Souto. Para o técnico Vinicius Bergantin, uma vitória que simboliza o momento que atravessa o Ituano. “Foi uma vitória da maturidade. Estreamos muito bem nesta segunda fase. Foi um jogo dificílimo. O Vila Nova exigiu bastante do nosso time. Com ou sem a bola. E mesmo saindo atrás do placar, o Ituano soube manter as organizações e aproveitar as brechas. Não se abalou. Soube jogar o jogo. Pagou o preço e conseguiu uma boa vitória. Começamos muito bem esta segunda fase” disse Vinicius Bertantin. Com a vitória o Ituano assume a liderança do grupo com 3 pontos. Brusque e Santa Cruz tem um ponto cada. E o Vila Nova não conquistou ponto.

O Vila Nova abriu o placar com 9 minutos de jogo. Dudu deu uma enfiada de bola para Henan que bateu. O Ituano pressionava a saída de bola até que aos 27 minutos, numa troca de passes entre o zagueiro e goleiro, Bruno Mota foi esperto roubou a bola e tocou para Taliari que ágil bateu de primeira para o gol, empatando o jogo. Cinco minutos depois quase a virada. Taliari partiu em velocidade, quando entrou na área, tocou para Kadu que bateu cruzado. Na rede pelo lado de fora. Antes do intervalo, Breno Lopes fez o cruzamento. A bola passou por todos e Paulinho Dias pegou de primeira assustando a defesa do Vila Nova. A virada veio aos 8 do 2º tempo em cobrança de falta. Paulinho Dias foi para a cobrança e rolou para Fillipe Souto acertar uma bomba no ângulo. ”Eu fui muito feliz no lance. Tem o mérito do meu chute, mas também tem o mérito da jogada ensaiada. Tivemos chance de repetir no jogo. Foi uma surpresa também para eles, porque tive um espaço maior para ajeitar o corpo e chutar. Divido o gol com o Luiz (auxiliar) que falou desta jogada. Com o Guilherme que treina com a gente esta jogada. Por isso quero dividir o mérito. Foi um belo gol, mas foi trabalhado em conjunto” explicou Fillipe Souto que marcou seu segundo gol nesta Série C. E novamente um golaço. “Normalmente a chance que tenho de fazer o gol é chutando de fora da área pela posição que eu jogo. Novamente fui feliz no chute. Logo após a alavanca do meu corpo, vi que a bola seria indefensável. Vamos comemorar o resultado e a virada. Enaltecer todo mundo que conquistou esta vitória. Também quero falar na qualidade do gramado, o que não é comum nos jogos fora neste campeonato. Foram dois times de muita qualidade tecnicamente e taticamente. É bom lembrar que foi só a primeira final desta fase. Ainda temos outros 5 jogos pela frente” lembrou Fillipe.

O Ituano começa a 2ª Fase igual ao segundo turno. Vencendo os jogos fora de Itu. Foram três vitórias contra São José, Criciúma e São Bento. Agora terá na sequência dois jogos no Novelli Júnior contra o Brusque e Santa Cruz. Se no turno, a única vitória em casa foi em Osasco, no returno foram três vitórias em Itu. Contra o Volta Redonda, Brusque e Boa Esporte. A derrota na penúltima rodada para o Ypiranga no Novelli Júnior serve de alerta. “Temos que manter este equilíbrio que nós estamos tendo nos jogos fora. Sem oscilações e ter um pouco mais de coragem e poder ofensivo nos jogos em casa. Sem se expor. Nós estamos criando uma casca muito boa nesta Série C. Estamos entendendo que temos 90 minutos para ganhar os jogos. Foi isso que aconteceu nas vitórias fora de casa. A gente construiu as vitórias durante a partida. Não podemos ter oscilações. Jogar 15 minutos e depois dar espaço para o adversário. Temos que manter a consistência para fazermos os pontos necessários e conseguimos o acesso” explicou Vinicius Bergantin que ficou sabendo após o jogo em Goiânia que esta vitória é a centésima do clube em 18 participações em todos os Campeonatos Brasileiros. “Vitória especial! Legal este número expressivo para o clube. Fico feliz. Vem um filme na minha cabeça. No ano passado conseguimos o acesso, estamos trilhando um caminho positivo e sólido. Vamos tentar ampliar esta marca que vai nos ajudar atingir o objetivo”.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Heber Gomes
Fotografo

15/dezembro