Léo Duarte está ganhando confiança


4 de novembro de 2020 | Notícias

Lateral Léo Duarte

Recordista de jogos na base, Léo Duarte está ganhando sequência no Ituano

O jovem Léo Duarte de 21 anos ganhou uma sequência de 6 jogos nesta Série C, sendo que nas últimas 4 partidas ele foi titular. Mesmo tendo um elenco equilibrado, onde o lateral Pacheco completou 70 jogos no clube, como todo atleta, este jogador revelado na base do Ituano comemora as oportunidades seguidas. “É muito importante ter uma sequência de jogos. Para ganhar experiência, confiança e entrosamento com o grupo. Isto facilita para as decisões tomadas dentro de campo” disse Léo Duarte que somente neste ano passou a fazer parte do elenco de profissionais. No Paulista ele fez 5 jogos e nas últimas três partidas da competição como titular. Ganhando confiança, fez a assistência para o primeiro gol na vitória contra o Brusque. “É bom estar chegando a linha de fundo e tomar a decisão certa como foi neste jogo. Foi uma situação de jogo, com perigo de gol, e você tem que estar bem para fazer a jogada certa” contou Léo Duarte que tem 13 jogos no profissional.

Léo Duarte nasceu na vizinha Salto e começou em 2014 no sub 15. Ele se tornou no ano passado o recordista de jogos na base do clube com 110 jogos. Mesmo sendo lateral direito, também jogou na frente em algumas partidas e marcou 14 gols. A emoção de fazer a primeira assistência no profissional foi comemorada da mesma forma. “A gente que joga lá atrás como no meu caso que sou lateral, quando você faz uma assistência e participa do gol, é uma alegria. Então é como se tivesse feito o gol. A importância é a mesma” explicou. No próximo sábado o Ituano joga em Porto Alegre contra o São José. O estádio Passo D`Areia tem gramado sintético. Apesar de jovem, Léo Duarte conhece este tipo de piso. No Campeonato Paulista sub 20 do ano passado ele fez dois jogos em gamado sintético. No empate em 2×2 na sede do Juventus da Mooca. E na goleada contra o Santos no CT Rei Pelé onde joga a base do clube santista. “É um jogo mais rápido. A bola fica mais viva. Fica um jogo mais perigoso. Temos que entrar com este detalhe em mente para fazer um bom jogo lá”.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Miguel Schincariol
Fotografia

4/novembro