Não está morto quem peleia


8 de novembro de 2020 | Notícias

O capitão Paulinho Dias foi um dos destaques desta vitória contra o São José em Porto Alegre.

Há 20 anos, na primeira partida no Rio Grande do Sul, o Ituano venceu o Internacional de Santa Maria no seu estádio na Série C. Quando conseguiu o acesso para a Série B em 2003 colecionou duas derrotas contra o RS no momento decisivo. Já na Série B em 2005, derrotou o Grêmio no Beira Rio, uma ironia pelo local. Foi a última vitória no sul. O Ituano só voltou a jogar no sul pela Série D 2014 contra o Brasil em Pelotas. Foram 5 jogos contra Brasil, Internacional, Caxias, São José e recentemente Ypiranga em Erechim. Desta vez novamente contra o São José, o Ituano lutou até o final para conquistar a vitória. “Isso mostra o espírito guerreiro desta equipe. Demonstra onde este time quer chegar. Lutou por cada espaço do campo, mesmo com a dificuldade do segundo tempo. A gente teve o espírito e a convicção que lutávamos por esta bola. Tivemos uma boa chance com o Mateus Criciúma de sair na frente, e no final fomos coroados com esta vitória por este gol maravilhoso do Bruno que nos deu uma vitória gigante aqui em Porto Alegre” explicou o técnico Vinicius Bergantin. Casado com uma gaúcha, o capitão Paulinho Dias conhece o ditado dos gaúchos. O Ituano colocou em prática em campo. “É verdade! Saímos do jogo com aquela sensação de muita felicidade. Mostra como estamos trabalhando bem. Mesmo com um jogador a menos, conseguimos nos manter organizados. Mostrou nosso condicionamento físico até o final. Isso é o espírito que o Ituano implantou e que não pode perder jamais. Não está morto quem peleia! Pela primeira vez no campeonato conseguimos duas vitórias seguidas e visualizamos coisas grandes no campeonato” afirmou Paulinho Dias.

Por causa de lesão do atacante Kadu, e com Marquinho e Luizinho ainda entregues ao departamento médico, o técnico Vinicius Bergantin buscou soluções dentro do próprio elenco. Ele usou o lateral Julinho, gaúcho de Bagé, no meio campo. Ele próprio fez uma boa finalização para o gol após passe de Guilherme. Taliari de bicicleta após cruzamento de Criciúma e Léo Duarte finalizando de fora da área foram outras boas oportunidades no primeiro tempo. O Ituano foi melhor, mas as coisas se complicaram no início da segunda etapa com a expulsão do zagueiro Sueliton aos 3 minutos. Para arrumar a defesa, Taliari saiu para a entrada de Léo Rigo. Mesmo com um homem a menos, o Ituano pressionou. Julinho tentou novamente de fora da área e Criciúma perdeu a melhor oportunidade após boa jogada de Bruno Mota pela esquerda. O São José quando pressionou encontrou Pegorari fazendo boas defesas. Até que aos 48 minutos saiu o gol da vitória. “Quando o Léo lançou o Paulinho e vi que ele chegaria na frente do lateral, consegui arrancar naqueles 15 metros na frente do marcador e entrar na área. A jogada já estava desenhada para ele cruzar ali e apesar do campo não ajudar muito consegui pegar bem na bola e fazer o gol” explicou Bruno Mota que marcou seu segundo gol nesta Série C. Ele aproveitou para explicar o lance para o Mateus Criciúma. “É uma jogada que as vezes não precisa treinar muito. As vezes ela se desenha no jogo. Desta vez desci pela esquerda, conseguir achar o cruzamento para o Criciúma, infelizmente ele não conseguiu fazer o gol para nós. O campo também não ajuda. Mas no final o Paulinho fez esta bela jogada e fui feliz na finalização” explicou Bruno Mota.

Esta é a quinta vitória do Ituano na Série C. Mesmo chegando a 20 pontos, não entrou no G4 porque o Tombense venceu o Ypiranga e subiu para a 3ª posição com 22 pontos. O Londrina com 21 pontos é o quarto colocado. Faltando 4 jogos, a disputa será acirrada até o final. “Estamos crescendo nesta reta final. Sabemos que não conquistamos nada. A maior satisfação do treinador neste momento é que as trocas mantêm ou melhoram o nível do time, dependendo da característica do jogo. Todos estão focados no mesmo objetivo. Entrar no G4 e se manter. Ainda falta muito, mas esta vitória faz com que temos a convicção correta. Temos um grupo que o trabalho é sensacional. Temos o respaldo do Ituano. Só assim podemos construir coisas grandes. Estando alinhado com a diretoria, com um grupo querendo e uma comissão técnica cercando todos os detalhes para que possamos ganhar partidas como essa e que assim possamos nos consolidar na parte de cima da tabela” avaliou o técnico Vinicius. Já o Paulinho Dias, que deu um pique em velocidade no final do jogo credita ao trabalho de todos.  “Acredito muito no trabalho e na dedicação. Amo o que faço. E por muito amor tento me entregar e me cuido bastante. Porque se você se dedicar tanto dentro como fora de campo, você vai colher bons frutos. Então Deus está me dando saúde e condições de fazer o que amo, e valorizando esta profissão. Poder ajudar o Ituano e ver o vestiário feliz”.  O autor do gol Bruno Mota quer mais. “Estamos buscando este crescente na competição e felizmente conseguimos emplacar estas duas vitórias consecutivas e agora vamos trabalhar igual durante esta semana para buscar mais três pontos lá em Criciúma”. Na próxima rodada, o Ituano vai a Santa Catarina enfrentar o Criciúma que também luta pelo mesmo objetivo. A vaga no G4!

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Eduardo Torres/São José
Fotografia

8/novembro