O segundo acesso do Ituano em 3 anos


3 de novembro de 2021 | Notícias

Pegorari comemora com o torcedor do Ituano

Goleiro Pegorari e mais 4 atletas também conquistaram o acesso em 2019 para a Série C. Agora subiram para a Série B.

Antes de começar o Campeonato Brasileiro Série C, o Ituano sofreu uma derrota de 4×0 para o Novorizontino no Troféu do Interior. Doze dias depois, o Ituano começava a caminhada pelo acesso com uma derrota para o Criciúma no Heriberto Hulse. Na sequência, outra goleada para o Novorizontino. Desta vez por 4×1 no Novelli Júnior. “Acredito que naquele momento nós tínhamos um ambiente conturbado por causa das goleadas contra o Novorizontino. Uma antes da estreia na Série C e tendo que mostrar resultado fora de casa contra o Criciúma. Não fizemos uma partida ruim e tomamos um gol de bola desviada. Realmente o clima estava pesado e complicado para dar a volta por cima. Nós jogadores ‘nos’ fechamos demais, a diretoria deu todo suporte necessário e a confiança para conseguirmos este acesso. Todos se fecharam em torno do objetivo. Sabíamos da qualidade do time. Independente daqueles que saíram e outros que chegaram para nos ajudar, conseguimos coroar com este acesso” contou o goleiro Pegorari que jogou estas partidas das derrotas citadas e na recuperação do time. Ele era o capitão naquele momento.

O início da recuperação do Ituano na Série C começou em Porto Alegre com o empate sem gols e principalmente com a primeira vitória na competição. Venceu o Paraná por 2×1. Na sequência, o técnico Mazola Júnior que assumiu o time na 3ª rodada começou a rodar o elenco e valorizar os atletas que vinham do banco. Foram 5 vitórias que os gols vieram do banco. Fernandinho nos 3×0 com o Criciúma, Lucas Nathan contra o Figueirense, Zé Vitor que entrou faltando 3 minutos e fez o gol da vitória contra o Oeste. E nos dois jogos contra o Paysandu com João Victor entrando e marcando 3 gols nas duas vitórias. O elenco entendeu a filosofia do técnico Mazola e os resultados apareceram. “Ainda mais hoje com 5 substituições. Independentemente de quem joga ou não joga, temos que estar sempre focados com elenco de qualidade como temos. Não são importantes somente os 11 que entram, os outros que entram também podem fazer a diferença nos jogos como aconteceu em alguns jogos, como foi contra o Paysandu. Estou muito feliz por este acesso, com foco de todos que trabalharam o tempo todo, ninguém fraquejou. Da dedicação de todos. É uma coisa que tem que ser valorizado” comentou Pegorari que está completando sua 4ª temporada no Ituano.

Do atual elenco, 4 atletas jogaram a Série D 2019 e conquistaram o acesso. Pegorari jogou as 14 partidas da campanha. Pacheco 10 jogos, Mateus Silva e Luizinho 13 jogos. O zagueiro Bernardo participou na campanha ficando alguns jogos no banco. Pegorari já tinha conquistado um acesso no ano anterior para a Série B, acreditou no projeto do Ituano e veio com objetivo de fazer história no clube. “Foi uma decisão no fim de 2018 quando vim de um acesso com o Botafogo de Ribeirão da C para B. Tive uma conversa muito breve com o Juninho (gestor na época) e despertou o interesse. Disse aceito a proposta e vim com a ideia de fazer no Ituano a minha Série A. Vim pensando no acesso, de colocar o clube numa divisão maior do futebol brasileiro. Não queria ficar rodando de clube a cada campeonato da Série B ou na Série A. Vim querendo fazer no Ituano esta grandeza. O clube é estruturado, a diretoria nos dá o suporte necessário e condições de trabalho. Porque não colocar o Ituano numa Série B ou na Série A. Graças a Deus vim com esta mentalidade e com este foco, sem deixar de abrir mão de nenhum dia de trabalho estamos conseguindo. Em 2019 subimos da D para a C, tropeçamos no ano passado, mas este ano não teve jeito. Carimbamos o Ituano na Série B depois de 14 anos e agora vamos em busca do título. Isto não tem negociação. Conquistar o título é sempre o ápice do futebol. Vamos fazer um bom jogo contra o Botafogo e vamos buscar este título para o Ituano” afirmou Pegorari que tem 87 jogos no Ituano. Em 27 jogos não sofreu gol.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Caio Marcelo
Fotografo

3/novembro