O tabu permanece


23 de agosto de 2018 | Notícias

O Ituano perdeu seu sexto jogo em 6 jogos contra o Audax. Goleiro Jeferson evitou o gol nas poucas chances criadas.

O Ituano conheceu sua segunda derrota na Copa Paulista e a primeira no seu estádio Novelli Júnior. Diferente da derrota na estreia contra o Nacional na capital, desta vez o time não jogou bem. Aliás, não foi uma boa partida para os 551 torcedores que compareceram para apoiar o time em busca da terceira vitória na competição. “Não foi um bom jogo. Foi sim um jogo equilibrado. Perdemos por detalhe. Mérito deles no lance do gol. E não conseguimos chegar ao empate” lamentou o técnico Vinicius Bergantin. O Audax venceu por 1×0, gol marcado no segundo tempo de cabeça pelo pequeno Jefinho após um cruzamento da direita. Com a derrota, o Ituano permanece com 7 pontos e cai para a 5ª posição no grupo, fora da zona de classificação. O que obriga o Ituano buscar vitória no sábado na Mooca contra o Juventus. “Mesmo se tivesse vencido o Audax a intenção era ir a São Paulo buscar uma vitória contra o Juventus. Muda o cenário com esta derrota, mas não muda nossa intenção de vitória. Precisamos buscar ponto fora para igualar estes pontos que perdemos em casa” afirmou Vinicius Bergantin.

O primeiro tempo da partida foi de poucas emoções. Nenhuma boa chance de gol foi criada por nenhuma das duas. Ou melhor. A única finalização certa para o gol foi do lateral Edson que chutou de fora da área. O segundo tempo foi melhor.  Bassani pelo lado direito tocou para Martinelli fazer um passe preciso para Xavier na esquerda, já dentro da área acerta um chute cruzado. O goleiro Jeferson colocou para escanteio. No primeiro ataque do Audax saiu o gol. Jefinho completou de cabeça após cruzamento da direita. O técnico Vinicius Bergantin procurou aumentar a força ofensiva e aos poucos foi colocando mais atacante no jogo. Entraram Wesley, Bruninho e por último Marcos Paulo. Mesmo assim foram poucas chances criadas. Teve um cabeceio de Correa após cruzamento de Bassani. E em outra cabeçada de Martinelli após cruzamento de Bruninho. Nos contra ataques o Audax  oferecia perigo com finalizações certas que foram impedidas por boas defesas do goleiro Júnior. O tabu contra o Audax segue. Foi o sexto confronto com a sexta derrota. “Nós pegamos o melhor sistema defensivo do campeonato. É uma equipe que já se conhece há bastante tempo. Também sabe sair jogando usando o goleiro. Fazem uma linha de marcação com 5 jogadores. Estava difícil de jogar. Não conseguimos entrar nestas linhas defensivas. Finalizamos muito pouco. Temos que buscar evoluir na competição e nosso poder de fogo. Temos que buscar alternativa quando enfrentarmos novamente uma situação como essa” comentou Vinicius Bergantin.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP 

Fotografia cedida por
Moura Nápoli

22/agosto