Os 50 jogos de Vágner


15 de fevereiro de 2018 | Notícias

Domingo contra o MIrassol, o goleiro Vágner chegara a 50 jogos defendendo o Ituano.

Quando entrar em campo no estádio José Maia em Mirassol, o goleiro Vagner estará completando 50 jogos pelo Ituano. Parece pouco, mas não é. Sem um calendário nacional ainda, o clube faz em média 35 jogos por ano. Vagner chegou a Itu para a temporada 2013 aos 23 anos de idade. No ano seguinte foi titular nos 19 jogos da conquista do título Paulista jogando os 90 minutos em todos os jogos. Saiu para jogar em outros clubes e retornou para seu lar neste ano. “Cheguei aqui um menino. Hoje com tudo que passei no clube, com tantos jogos, momentos de alegria e de tristeza. Cada jogo foi um momento diferente. Vou completar 50 jogos com muita dedicação e alegria mesmo. Me sinto em casa aqui no Ituano” disse Vagner que desde a primeira partida viveu fortes emoções. Sua estreia foi em 9 de março de 2013 no Pacaembu contra o Corinthians debaixo de muita chuva. Naquela noite o Ituano fez grande jogo, embora tenha perdido por 3×2. Este é o terceiro Paulista que ele disputa pelo Ituano. “Fico feliz em estar completando esta marca aqui. É um clube que abriu as portas para mim. Acabei escrevendo uma história bonita aqui com a conquistar do título Paulista e quero continuar escrevendo minha história aqui alcançando marcas maiores. Espero que neste momento, possamos alcançar uma vitória no domingo. Porque isto é mais importante para nós” afirmou Vagner projetando a necessidade para domingo.

O Campeonato Paulista chegou na metade para o Ituano que ganhou uma folga nesta semana por causa do adiamento do jogo contra o São Paulo. Estas duas semanas de treinos foram benéficas. A que antecedeu o jogo com o Botafogo e agora que antecede ao jogo com o Mirassol. “Fizemos 6 jogos seguidos com a partida da Copa do Brasil sem uma folga. Agora teremos duas semanas para trabalhar todos os aspectos que envolvem uma partida. Parte tática, parte física, parte técnica e também a parte mental. Isso é importante” explicou o técnico Vinicius Bergantin que conversou com o elenco sobre a primeira derrota no campeonato. “É importante saber lidar com a vitória, assim como com a derrota. Quando vencemos o São Caetano, disse que havia coisas a melhorar. Quando se perde é a mesma coisa. O grupo é experiente e está sabendo digerir esta derrota. Não podemos baixar a cabeça. Temos que estar sempre buscando melhorar” afirmou. O meia Tony que também retornou ao clube concorda com o técnico Vinicius. “Em alguns jogos temos jogado, tem criado, mas não tem conseguido o resultado. Neste último jogo contra o Botafogo foi isso. É algo que não queríamos que acontecesse. Para mudar isso temos que nos doar um pouco mais na parte defensiva, na parte ofensiva. Temos que melhorar e ter um pouco mais de controle emocional e minimizar os erros para chegarmos ao resultado positivo. Temos que equilibrar isso aí” comentou Tony que jogou no Ituano há 10 anos.

O Ituano que folga nesta 7ª rodada, ficou isolado na 3ª posição do grupo A. O Bragantino que empatou subiu para 8 pontos. E ainda joga no sábado. O Ituano só joga no domingo contra o Mirassol e não pode se distanciar da segunda posição e da vaga. “Precisamos da vitória mais do que tudo. O futebol as vezes é engraçado. Estávamos 5 jogos invictos. Agora perdemos uma e estamos a 5 jogos sem vencer. Fizemos jogos bons, jogos medianos, vacilamos em alguns. O mais importante agora no domingo é vencer e conseguir os três pontos e seguir na briga pela classificação dentro dos objetivos do clube que é conseguir a vaga na Série D” afirmou Vagner. O jogo está marcado para um horário inédito na atual competição. As 10 horas, sem horário de verão. “Se o tempo estiver com sol fará uma boa diferença porque o desgaste é maior. Já estamos treinando a semana toda neste horário. Mas não podemos pensar em dificuldades. Temos que fazer nosso trabalho e sair de Mirassol com um bom resultado independente do horário ou temperatura” disse Tony. Para este jogo o técnico Vinicius terá que alterar o time. “Terei que mudar o time por causa do Serrato e Igor que estão suspensos. A semana cheia é boa para podermos analisar as opções e ver os atletas que estão voltando como o Alison e Correa e que estão à disposição. Ainda tem o Aquino que já está treinando. Vamos ver quem teremos a disposição até a partida” finalizou Vinicius Bergantin. Uma coisa é certa. Será o jogo 50 de Vágner.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Miguel Schincariol
Fotografia

15/fevereiro