Preparação para o sintético do Passo D’Areia


23 de junho de 2017 | Notícias

Preparação para a decisão de domingo em Porto Alegre está sendo feito no sintético de Araçariguama.

O estádio Passo D’Areia do São José tem gramado sintético há alguns anos. Apesar das reclamações o local é legal e outros estádios possuem este tipo de piso. O gaúcho Jonathan jogou várias vezes contra o São José em sua época de Ypiranga de Erechim e conhece o local. “É um sintético diferente. Ele é mais duro. É mais complicado. Uma hora a bola quica mais, outra hora ela anda mais. Então temos que nos adaptar no campo o mais rápido possível para conseguir os três pontos” comentou o lateral esquerdo. Na tentativa de se acostumar com este tipo de gramado, o Ituano programou dois treinos num campo similar em Araçariguama, cidade próxima de Itu. “O ideal seria treinar lá. Aqui eu vejo que o gramado é mais fofo e mais alto. Lá o gramado é mais no chão e mais socado e a bola fica mais viva. Então temos que pensar em nos adaptarmos o quanto antes para ir bem nesse jogo” afirmou Jonathan. Além do piso diferente, o Ituano precisa buscar a vitória. Portanto não será a única dificuldade que o time vai encontrar. “Eu acho que a maior dificuldade não é o campo e sim nós mesmos. Porque o nosso grupo é muito forte e nós sabemos disso. Se o nosso time estiver bem num jogo, eu sei que nós vamos fazer um grande resultado. Então é pensar nisso e não pensar no gramado, porque se estiver ruim para nós vai estar ruim para eles. Por mais que eles conheçam o gramado, vai estar ruim para os dois lados” disse Jonathan que jogou as 4 primeiras partidas do Ituano nesta Série D.

Com 8 pontos, o Ituano precisa vencer o São José que tem 9 pontos para garantir o primeiro lugar do grupo. Se empatar corre risco de ser eliminado. É que o Metropolitano tem 7 pontos e joga em Cornélio Procópio contra o PSTC. Uma vitória do time catarinense poderia eliminar o Ituano. O empate no sul nunca aconteceu para o Ituano. Em 9 jogos foram 7 derrotas e duas vitórias. Na Série C de 2000, o Ituano venceu o Internacional de Santa Maria no estádio Presidente Vargas por 2×0. Na Série B de 2005 repetiu o placar contra o Grêmio em jogo realizado no Beira Rio. Nas duas ocasiões o Ituano não sofreu gol. O time atual não sofre gol há 3 jogos. O que aumenta a confiança. “Essa é uma característica importante. Quanto menos gols tomar, facilita o pessoal da frente. Só que isso não é uma característica ou exclusividade de nós aqui de trás. Goleiro, zagueiro, lateral e volante. Isso aí também vem uma ajuda do pessoal lá da frente. Os nossos pontas ajudam bastante na marcação. São jogadores disciplinados taticamente que nos ajudam a defender. E também nós ali de trás ajudamos o pessoal lá na frente. Já houve vários gols de zagueiro. Teve lance que saiu do meu pé, fazendo a jogada longa e os jogadores do nosso time chegaram com chances de finalização. O grupo quando vai se formando, ele vai pegando algumas características de um e de outro e isso vai dando resultado. Sabemos que precisamos melhorar muito ofensivamente. Os gols precisam sair com mais naturalidade. A gente também tem essa confiança de ter uma defesa firme e que toma poucos gols. Isso dá tranquilidade para o grupo. Nesse jogo decisivo vamos ter que ter, além de uma defesa firme, vamos ter que buscar o gol. Estamos preparados para isso e estamos trabalhando bastante. Tenho certeza que os gols vão acontecer. E lá atrás vamos continuar sem tomar gol” comentou o goleiro Oliveira que também já jogou no Campeonato Gaúcho pelo Inter de Santa Maria e Pelotas.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP
23/junho