Quase uma década de revelações


15 de novembro de 2019 | Notícias

O recordista da base Léo Duarte é o mais recente nesta seleção de base do Ituano.

A base do Ituano voltou em 2011 com as categorias sub 15 e sub 17. O sub 20 voltou em 2013. Na primeira avaliação formando os primeiros dois elencos no velho Tatizão, surgiram o zagueiro Leo e o atacante Marcão. Ambos são símbolos desta filosofia implantada no clube há 10 anos. Desde então, 54 atletas subiram para o profissional. Quase todos puderam jogar pelo menos uma partida durante uma competição. Normalmente a Copa Paulista. Poucos apenas treinaram no profissional. Mas permaneceram pelo menos uma competição ou uma temporada sendo avaliados antes de seguirem no profissional. Estes números refletem no elenco de profissionais nos últimos três anos. Um terço foi formado no próprio clube. Se os melhores permanecessem, qual seria o 11 ideal? Após conversa com dois técnicos que trabalham há anos no clube montamos esta seleção da base. Segue o time montado por Vinicius Bergantin, técnico desde o sub 17 de 2013 e Luiz Antônio, desde o sub 15 de 2014. Atualmente os dois comandam o profissional.  

Goleiro Ricardo – Titular do sub 20 no Paulista 2013, jogou as 20 partidas da campanha que chegou as 8as de Final. No ano seguinte foi campeão Paulista como terceiro goleiro. Ficou no banco em três jogos. No jogo da classificação contra a Penapolense, nas Quarta contra o Botafogo e na semifinal contra o Palmeiras. Atualmente é titular e capitão do Bodoe Glint, vice-líder na Noruega.

Lateral direito Léo Duarte – Recordista da categoria de base do Ituano com 110 jogos. Começou no sub 15 em 2014 e jogou nas três categorias. Se despediu da base ajudando o time neste ano a chegar à semifinal do Paulista. Jogou 29 das 30 rodadas e marcou 3 gols na competição. Jogou uma partida na Copa Paulista 2018. É um dos nomes no elenco do Ituano para a temporada 2020.

Zagueiro Leo – Único deste time que nasceu em Itu. Jogou no sub 17 em 2011 e subiu para o profissional no ano seguinte ao disputar a Copa Paulista. Fez parte do elenco campeão Paulista 2014 e foi 3º colocado no Paulista sub 20 no mesmo ano como titular. Fez 42 jogos na base e 10 gols. No profissional tem 113 jogos e 12 gols. Foi emprestado ao Criciúma para a Série B. 

Zagueiro Luiz Felipe – Começou no sub 15 em 2012. No ano seguinte subiu para o sub 17 e em 2014 no sub 20 formou a defesa com Léo ao terminar o Paulista na 3ª posição. Jogou 58 partidas na base e marcou 5 gols. Foi o primeiro atleta da base convocado para a seleção brasileira. Subiu para o profissional na Copa Paulista 2015. Jogou 22 partidas até a Série D 2016 quando foi para a Lazio. Hoje é titular da equipe italiana e na seleção olímpica.

Lateral esquerdo Luís Henrique – Começou do início. Ou no sub 15 de 2011 depois de ser aprovado na primeira avaliação. Jogou no sub 17 (2012/13) e no sub 20 (2014/15/16). Jogou 3 partidas na campanha do sub 20 de 2014 e foi titular na melhor campanha da Copa São Paulo em 2016. Subiu para o profissional onde ficou até 2018. Jogou duas partidas na Copa Paulista 2018.

Volante Baralhas – Começou no sub 15 em 2013. Jogou no sub 17 em 2014 e 15. Subiu para o sub 20 em 2016 e em 2017 após ser destaque na Copa São Paulo chegando as 8as, subiu para o profissional. Na base fez 61 partidas e 4 gols. No profissional foi campeão do Troféu do Interior (2 jogos) e foi titular nos Paulistas 2018 e 2019. Tem 29 jogos e 2 gols. Foi emprestado ao Bragantino.

Meia Bassani – Começou no sub 17 em 2013. Em 2015 subiu para o sub 20 e fez sua estreia no profissional na disputa da Copa do Brasil. Intercalou base e profissional. Jogou 3 Paulistas sub 20 e duas Copas SP. Na base fez 55 jogos e 18 gols. No profissional. No profissional fez 80 jogos e marcou 10 gols. Após ajudar no acesso para a Série C, foi negociado com o Roeselare da Bélgica.

Meia Guilherme – Começou no sub 17 em 2012 e no mesmo ano teve oportunidade na Copa Paulista. Jogou no sub 20 de 2013 a 2015. Ele foi o artilheiro do Paulista 20 2014 com 12 gols. Passou a jogar definitivamente no profissional a partir de 2015 e fez 74 jogos e marcou 3 gols. Após o Paulista deste ano foi jogar a Série B emprestado ao Oeste de Barueri.

Atacante Martinelli – Começou no sub 15 em 2014 e no ano seguinte foi artilheiro do time com 15 gols em 16 jogos. No sub 17 foi artilheiro em 2017 com 17 gols em 24 jogos. Em 2018 marcou 22 gols em 16 jogos, com a incrível média de 1,37. Na Copa SP deste ano marcou 6 gols em 4 jogos. Estreou no profissional com 16 anos e 9 meses. É o mais jovem a estrear no Ituano. Em um ano fez 34 jogos e marcou 10 gols. No Paulista 2019 foi eleito a revelação, melhor do interior e para a seleção do campeonato. Em junho deste ano foi negociado com o Arsenal de Londres. Está na seleção olímpica para 2020.

Atacante Clayson – Chegou em 2013 para o sub 20 e foi 3º colocado como titular no Paulista sub 20 no ano seguinte. Na base fez 19 jogos e marcou 10 gols. Jogou no profissional em 2013/14/15. Foi campeão Paulista 2014 e jogou duas partidas na campanha. Foi titular no Paulista 2015 e na boa campanha da Copa do Brasil quando chegou às 8as. Atualmente está no Corinthians.

Centroavante Marcão – Começou no sub 17 em 2011 e estreou no profissional na Copa Paulista 2012. Foi campeão Paulista 2014. Jogou 5 partidas na 1ª Fase. Na campanha do 3º lugar do sub 20 em 2014 foi um dos titulares. Fez 29 jogos e marcou 13 gols na base. No profissional foi artilheiro do Ituano em duas Copas Paulistas e da Série D 2016. Atualmente está no Hebei na Liga Chinesa.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

Diogo Reis
Fotógrafo

15/novembro