Vinicius Bergantin é o técnico para a temporada 2018


3 de novembro de 2017 | Notícias

Vinicius Bergantin chegou ao Ituano no sub 15 1993. Fez história como zagueiro e depois de ser técnico na base, começa a escrever novo capítulo no profissional.

A maior novidade na apresentação do elenco do Ituano para a temporada 2018 foi o técnico Vinicius Bergantin. “Foi o dia de rever os atletas nesta reapresentação. Inclusive os novos que foram contratados como o lateral direito Igor (revelado na base do Santos). Importante para a gente nortear o nosso foco para o Campeonato Paulista. Foi o início do nosso trabalho” afirmou Vinicius que retornou ao clube em setembro de 2012. Assumiu o sub 17 na temporada seguinte. Em 2014 levou o sub 20 as semifinais do Campeonato Paulista. Ele ainda trabalhou em duas Copas São Paulo em 2014 e 2015. Do grupo que se apresentou neste primeiro dia são 6 atletas. Desde o sub 17 trabalhou o goleiro Gabriel (4 jogos), o lateral Luiz Henrique (18 jogos em 2013) e Bassani (8 jogos em 2013). No sub 20 em 2014 ainda trabalharam o zagueiro Leo (14 jogos), o meia Guilherme (22 jogos), além dos que subiram do ano anterior Gabriel, Luiz Henrique e a chegada do goleiro Júnior. Este grupo e mais o Baralhas ainda disputaram a Copa São Paulo com o técnico Vinícius. “Sempre traz um sentimento especial reencontrar os garotos que trabalhei na base. Participei do sonho destes garotos que conseguiram chegar ao profissional. Ter reencontrados outros atletas consagrados com títulos como o próprio Leo, revelado no clube e o Claudinho que também conquistou títulos aqui” comentou Vinicius Bergantin que também foi revelado na base do Ituano. Junto com estes atletas citados, se apresentaram o goleiro Wagner, e os atacantes Claudinho e Gilberto. Os outros atletas só deverão se apresentar no dia 13 como o goleiro Júnior (emprestado ao Maringá), Matheus (emprestado ao São Bento), Marcelinho (emprestado ao Vila Nova) e Ronaldo (emprestado ao Botafogo de Ribeirão Preto) e mais os reforços após exames médicos e assinatura de contrato.

Vinicius Bergantin nasceu em Salto e começou no sub 15 do Ituano em 1993. Passou por todas as categorias e subiu para o profissional em 2001. No título de 2002, jogou 20 das 22 partidas da campanha vitoriosa. Ficou fora só dos dois primeiros jogos. Se tornou titular na 4ª rodada e logo assumiu a faixa de capitão. No final contra o América em Rio Preto, levantou a taça de campeão. Mesmo quando foi jogar no Hannover da Alemanha durante 8 temporadas, nunca esqueceu sua origem. Há um sentimento de gratidão dos dois lados. “Fico muito contente com o planejamento do clube e também era meu planejamento pessoal. Procurei me especializar para assumir o Ituano. Estudei a parte tática, técnica, psicológica e também a gestão de pessoas. Acredito que este foi o caminho mais bem planejado com a identificação que tenho com o clube. Conhecendo a mentalidade do clube e de todos os setores do clube para que se inicie um trabalho de médio a longo prazo e vitorioso’. Na gestão de Juninho que começou em junho de 2009, 7 técnicos trabalharam nestes 8 anos. Média bem superior se comparando com outros clubes paulistas. “A gente sabe que o Ituano sob a gestão do Juninho é um clube diferenciado. Que pensa de uma maneira mais racional e segura. Me dá sim este sentimento de segurança. Mas também sabemos que os resultados vão fortalecer esta filosofia do clube. Por isso vamos trabalhar forte e junto com esta mentalidade do Juninho possamos atingir resultados positivos e trilhar um caminho de longo prazo” disse Vinicius que sabe da comparação que será feita com Doriva, que também começou como técnico na base e fez sucesso no profissional. “Doriva é um exemplo, sem dúvida. Como pessoa e como profissional. Mas tenho que trilhar o meu caminho. Estou trabalhando para isso e estudando. Fica sempre os bons exemplos como o do Doriva. Mas quero escrever minha história”.

Acaz Fellegger
Jornalista Mtb 19.426 SP

3/novembro